Após adoção, cadela ganha vida glamurosa e roupeiro avaliado em mais de 10 mil euros: 'Não repete looks'

Por
em Notícias

Do abrigo para animais abandonados ao luxo de ter um guarda-roupa avaliado em mais de 10 mil euros. Essa é a trajetória da cadela mistura de chihuahua Presley. A canina Presley foi resgatada com três meses e acredita-se que a falta de nutrição tenha causado um atraso em seu desenvolvimento.

Felizmente ela foi parar em boas mãos ao ser adotada por Rebecca Shelton, 44, de Flórida, Estados Unidos. Depois que a sua mãe faleceu, Rebecca decidiu adotar um animal de estimação e a escolhida foi Presley, que atualmente leva uma vida de dar inveja em muito humano, informou o portal de notícas britânico Metro.

“Chihuahuas são o segundo cão mais comum que você verá em um centro de resgate e eu estava determinada a ajudar, foi isso que me levou a pegar Presley em primeiro lugar”, relata Rebecca.

Muito mimada, a pequena canina é tratada como uma lady, com direito a manicure, designer pessoal, almoços em restaurantes e um vestuário luxuoso. A dona garante que Presley não repete looks, mas está sempre vestindo novidades e lançamentos, todos compartilhados em seu Instagram.

Além de Presley, Rebecca tem outros dois chiahuahuas: BellaDonna, 10, e Chi-Chi, 8. Com o reconhecimento de Presley, espero que outros sejam inspirados a adotar também.

“Acho que pelo menos dez pessoas adotaram a raça por minha causa. Agora, meus cães são tudo para mim e eu sempre digo, qualquer pretendente em potencial deve amar os cães tanto quanto, senão não vai funcionar!”

Dessa maneira, a duplinha realiza uma boa ação ao doar as roupas - que estão sempre em boas condições devido o pouco uso - a animais carentes. O guarda-roupa nada básico conta com mais de 150 vestidos, tutus e mais uma variedade de camisetas cheias de strass e glitter. É muito glamour!

“Ela é a cadela mais doce e adora usar todas as roupas que escolhi para ela. Ela vive para isso, vai pular na cadeira, pronta e esperando quando me ver tirando algumas roupas. Eu trabalho com imobiliário e ela está sempre viajando comigo, vestida com as diferentes roupas que faço para ela”, conta Rebecca.

Bem tratada como é, Presley adotou um comportamento à altura e adora esbanjar o seu charme por aí, desde o uso de óculos à escolha de restaurantes.

“Ela é como meu bebê, eu a trato como minha filha”, conclui.

Bem, disso não demos dúvidas!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com