Vídeo: Ganso imita o seu melhor amigo cachorro e até tenta latir como ele

Criados juntos, eles não só se dão bem, como são amigos inseparáveis.

Por
em Notícias

Os animais são ótimos uns com os outros, mas a forte amizade entre o ganso Tony e um dos cachorros da família, William, vai além. O vínculo entre eles é tão intenso que o ganso passou a se comportar como um cão.

Quando se junta com William, Tony passa até mesmo a latir, bem, na sua versão 'gansolina', é verdade, mas se expressa, tentando imitar um cão.

Eles vivem em New South Wales, Austrália, com a dona e com mais outra porção de animais - um papagaio chamado Eggboi, uma cacatua chamada Yaga e dois cavalos encantadores chamados Henry e Jay e a galinha Dot.

Em sua linguagem particular - e estranha - eles se entendem muito bem. Quem parece não entender o diálogo é a canina Betty, que se mostra confusa observando os dois.

De acordo com o Daily Mail, Dot, a galinha, foi quem chocou Tony quando ele ainda era um ovo, que perdido, foi acolhido pela galinha. Além de ter sido acolhido pela galinha, Tony desenvolveu uma ótima relação com todos os outros animais, mas nenhuma foi tão íntima como a desenvolvida com o cão William.

Dia 21 de novembro, inclusive, foi comemorado o 1° ano de vida de Tony.

"É difícil acreditar que neste dia, um ano atrás, Dot chocou uma bolinha amarela de penugem que caberia na palma da minha mão, agora transformada neste garotão lindo!", disse a dona.

Embora pareça uma relação incomum, os gansos são animais mais domésticos que muitas pessoas pensam. Muitas famílias acabam optando, inclusive, em adotar gansos ao invés de cães e gatos. Isso porque eles são companheiros, inteligentes e muito protetores.

Por verem a luz ultravioleta, sua visão é superior à das pessoas e podem detectar predadores em potencial. Esses animais podem ser muito agressivos se se sentirem ameaçados.

“Ele é o guarda-costas pessoal de Dot, amigo cão, destruidor de sprinklers e um curador de corações partidos com sua energia e empatia. Completamente adorável, embora ele seja atualmente um goblin hormonal", concluiu a dona.

Confira o vídeo:

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com