Gata de rua pede ajuda a uma família para alimentar seus filhotes recém-nascidos

Por
em Notícias

Uma gata em situação de rua que visitava o quintal de uma família toda semana resolveu levar suas crias consigo ao finalmente ter certeza de que as pessoas daquela casa eram confiáveis.

A família, que mora em Indiana, nos Estados Unidos, tentou alimentar os filhotes, mas logo percebeu que eles necessitavam de atendimento veterinário profissional.

Segundo o portal Love Meow, no centro de atendimento animal, descobriu-se que eles tinham uma doença respiratória, problemas estomacais e estavam cobertos de pulgas. O tratamento foi iniciado de imediato.

"Com todos esses problemas, eles estavam ficando cada vez mais letárgicos e não ganhavam peso”, compartilhou a Catsnip Etc, abrigo responsável pela melhora dos bichanos.

A Catsnip tem ajudado e resgatado ativamente dezenas de gatos em situação de vulnerabilidade no estado da Indiana.

"A mamãe biológica dos filhotes deve ter descoberto que o quintal cercado daquela família seria um lugar seguro para manter seus gatinhos e fez dele sua casa", comentou um porta-voz da entidade.

Após alguns meses de recuperação, os gatinhos receberam alta, sendo declarados livres de quaisquer doenças ou infecções, inclusive as pulgas. Agora, estão sob os cuidados da Catsnip.

"Os bebês ainda são um pouco tímidos, mas adoram correr pela sala e se divertir com os brinquedos", disse o abrigo em um post nas redes sociais.
“Aspen, a mamãe dos filhotes que também foi resgatada, ama muito seus bebês. Ela é muito protetora e sempre está de olho neles para se certificar de que não se metam em problemas", compartilhou a voluntária Missy. "Ela é muito paciente com eles, pois estão subindo em cima dela e brincando com sua cauda o tempo todo".
"Se não tivéssemos recebido eles a tempo, acho que não teriam sobrevivido. Eles eram tão pequenos e fracos, facilmente teriam adoecido sem o correto tratamento”, complementou.

Com os devidos cuidados, boa comida e uma casa temporária confortável, a pequena família de três bichanos está prosperando. Os irmãos felinos já engordaram e ganharam muita energia.

Seus ‘casacos’ de pele estão mais saudáveis do que nunca e em breve, eles serão declarados aptos para adoção - de preferência, em conjunto.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Benefícios da castração em pets

Com o devido embasamento científico, podemos afirmar que a castração evita que os animais machos desenvolvam tumores nos testículos, minimizando drasticamente a possibilidade de tumores na próstata.

Já as fêmeas que realizam a castração, têm menor chance de desenvolverem tumores cancerígenos nas glândulas mamárias, em comparação com as que não foram castradas.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.