Gatinhos gêmeos recém-nascidos são acolhidos por abrigo após ficarem órfãos

Por
em Notícias

Em agosto deste ano, um par de gatinhos órfãos foi resgatado pela ONG Animal Welfare League of Arlington, na Virgínia (EUA), após uma pessoa solicitar ajuda ao vê-los sozinhos e vulneráveis na rua.

A duplinha de recém-nascidos precisava de ajuda urgente, uma vez que estavam mal alimentados e anêmicos.

Segundo o portal de notícias Animales Queridos, com a ajuda de Lauren Strycula, uma voluntária da ONG, os frágeis gatinhos logo ficaram melhores de saúde, não correndo mais risco de vida. Eles foram batizados de Jace e Jax.

Após alguns dias recebendo leite na mamadeira e sendo medicados contra algumas doenças oportunistas, os bichanos (resgatados quando tinham apenas 8 dias de vida) já estavam cada vez mais aptos para adoção.

Agora com quatro semanas de idade, Jace e Jax se preparam para deixar as dependências do abrigo em breve para viverem em seus respectivos lares adotivos.

"Por enquanto, eles são os melhores amigos e fazem de tudo juntos."

O que importa é que eles serão amados e respeitados por sua família, não precisando lidar com a dura realidade das ruas nunca mais.

Desnutrição em gatos

Os gatos podem desenvolver um quadro de desnutrição por dois motivos: falta de alimentação adequada ou transtornos na absorção de nutrientes.

Para além da ausência de alimento, o primeiro motivo pode estar relacionado a uma doença que esteja causando anorexia ou falta de apetite no felino.

Há diversas patologias que fazem com que eles percam o apetite. Entre elas, podemos destacar as seguintes: insuficiência renal, doença de fígado gordo, hipertireoidismo, cáries, pancreatite, doenças virais e doenças bacterianas.

A falta de apetite pode causar anemia e desnutrição no gatinho. Trata-se de uma porta de entrada para doenças graves, de modo que é imprescindível uma avaliação por parte de um veterinário.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.