Cadela dá a melhor boa-vinda para 2 gatos tímidos abandonados em casa em Nova York

Por
em Notícias

Há alguns meses, dois filhotinhos de gatos muito medrosos foram encontrados abandonados no fundo de uma residência na cidade de Nova York.

Com apenas 12 semanas de vida, a dupla era muito receosa em ter contato com humanos, o que acabou obrigando os socorristas a armarem algumas armadilhas inofensivas para tentar capturá-los.

Após bastante tempo, os socorristas conseguiram pegá-los para serem cuidados e terem uma segunda chance de viver. Uma voluntária de um abrigo local, Asa, prontamente se ofereceu para ajudar com o caso e os acolher temporariamente.

Sua cadelinha, Kona, também ama gatinhos! A peluda de 7 anos estava super triste, pois os últimos filhotes que estava cuidando conseguiram um lar permanente, a deixando sozinha, mas isso mudou com a chegada da dupla.

"Depois de ver a pequena Kona triste e abatida, fomos capazes de mudar seu humor.", disse Asa ao portal Love Meow.

O primeiro contato de Kona foi com Blair, a linda gatinha foi a primeira a chegar em seu lar temporário, mas ela se mostrou muito tímida. Em razão de não estar acostumado com humanos, pois quase não os viu desde que está no mundo, Blair também não se interessou muito por Asa.

Com o passar do tempo, cuidado e atenção de Kona, a filhote foi se acostumando com tudo isso e passou a confiar na cachorrinha, a considerando até como mãe em alguns momentos!

Em seguida, Chester, irmão de Blair, também chegou à nova casa. Ele estava ainda mais assustado do que a irmã…

Kona, no entanto, entrou na caixa de onde ele não saía e ficou por lá o fazendo companhia.

"Não tenho ideia de como Kona ganha sua confiança, ela tem um toque mágico.", Asa comentou.

Com o cuidado da cadelinha, os gatinhos lentamente saíram de suas conchas e reuniram coragem suficiente para se aproximar de sua mãe adotiva. Desde então, os três dormem juntos e compartilham constantes banhos de carinho, e o grande vínculo amigável que formaram é evidente. Levou tempo, mas a cadela se empenhou em dar as boas-vindas aos gatos.

Embora os gatinhos ainda sejam muito tímidos com as pessoas, eles se sentem muito seguros e amados perto de sua mãe adotiva, Kona. Blair e Chester estão aos poucos se tornando mais confiantes conforme Kona os incentiva a brincar e experimentar coisas novas.

Kona, por sua vez, não poderia estar mais orgulhosa de seus novos bebês e continua a dar-lhes muito amor todos os dias da semana.

Ela tem se mostrado muito carinhosa, tanto que os gatinhos mais tímidos não resistem ao grande amor da mamãe Kona.

Cães e gatos

Cães e gatos não se "odeiam" naturalmente. Os cães gostam de perseguir coisas peludas e os gatos que essencialmente gostam de andar sozinhos podem achar os instintos amigáveis ​​do cão difíceis de suportar. Se você quiser adotar as duas espécies ou inserir uma delas no núcleo familiar, saiba que não é impossível tê-los como bons amigos, ou ao menos que um suporte a presença do outro.

  • O bom é introduzir a presença um do outro desde filhotes, os animais jovens gostam de brincar juntos e assim construirão o seu relacionamento
  • Pense na raça - alguns cães são mais inclinados a perseguir do que outros.
  • Se você estiver adotando um cachorro onde já existe um gato ou vice-versa, os encontros devem ser supervisionados.
  • Se você tem um cachorro e está planejando adotar um gato, comece a trabalhar na obediência dele antes de trazer o gato para casa.
  • Não é incomum que cães e gatos se tornem bons companheiros e gostem da companhia um do outro. Tenha paciência e permita que os dois se conheçam no tempo deles.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.