Pit bull superprotetora não sai do lado da bebê da família para garantir sua segurança

Apaixonada pela sua irmãzinha humana, a pit bull fica de olho até nos donos para garantir que eles estão cuidando bem dela.

Por
em Notícias

Quem vê a pit bull Ellie tão carinhosa, protetora e proativa com a bebê dos seus donos, não imagina o quão retraída ela já foi.

Kevin Smith e sua esposa a resgataram e tiveram que realizar um longo e paciente trabalho para que Ellie entendesse que eles só queriam proporcionar coisas boas a ela.

Tanto receio, provavelmente tenha sido fruto de traumas passados, mas felizmente o doce casal estava disposto a mudar essa perspectiva da pit bull.

"No início fiquei preocupado porque ela tinha pavor até de sair do chão. Ela estava congelada no chão, e você poderia dizer que ela passou por um momento difícil. Agora ela quer que todos a amem e acariciem. Ela pede atenção", disse Kevin ao The Dodo.

Devidamente entrosados e apegados uns aos outros, a família passou a contar com uma nova integrante, a bebê do casal, Peytyn.

Quando o casal soube da gravidez temeu no início qual seria a reação de Ellie, que poderia variar entre ciúmes, agressividade ou até mesmo rejeição.

Conforme a barriga foi crescendo, Ellie começou a demonstrar o quanto se importava com aquele fruto de maneira extremamente carinhosa.

“Quando minha esposa estava muito perto da data do parto, Ellie costumava deitar a cabeça sobre a barriga e ouvi-la. Foi mais ou menos uma ocorrência noturna", relembra Kevin.

Quando Peytyn veio ao mundo foi amor à primeira vista, da parte dos pais e de Ellie, claro.

"Tínhamos Peytyn no quarto e Ellie geralmente fica feliz em nos ver, mas ela simplesmente passou por nós e foi direto para Peytyn", conta Kevin.

E assim tem sido desde então, Ellie é completamente apaixonada pela sua irmãzinha mais nova e se encarrega, por conta própria, de garantir a sua segurança.

De acordo com os donos, é assim o dia todo, Ellie está sempre do lado de Peytyn, se certificando que ela está bem. Em compensação, os donos podem ficar mais tranquilos, já que tem uma babá de confiança.

"Você não pode levar Peytyn a qualquer lugar sem que Ellie a siga. Você leva Peytyn para o trocador e Ellie está lá, certificando-se de que seu bebê está bem... Ela apenas senta lá e fica olhando para você. Você a pega para movê-la e ela segue você", contam os donos.

Peytyn reconhece esse amor e já está até mesmo aprendendo a demonstrar todo esse carinho pela sua melhor amiga. Que relação linda, né?

Pit bull e crianças

Os pit bulls tem fama de serem agressivos, não sendo aconselhável a morarem com crianças. Só que seu comportamento depende da criação! Pit bulls são ótimos com crianças, se treinados e socializados de forma adequada desde filhotes; assim como é o caso de qualquer raça. Pit bulls geralmente são muito afetuosos, obedientes e leais aos seus donos. Adoram brincar e acariciar, o que os torna os companheiros perfeitos para as crianças. Infelizmente, alguns proprietários treinaram seus pit bulls para serem agressivos, o que causou sua reputação injusta e gerou casos nesta raça.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com