Mãe gata acolhe 4 filhotes após sua ninhada se tornar independente: ‘Se sentia solitária’

Por
em Notícias

Todo mundo merece a chance de ser amado e cuidado, principalmente os animaizinhos. E foi pensando nisso que a Oregon Friends of Shelter Animals, uma associação de resgate animal, decidiu ajudar esses 3 gatinhos (a mãe e seus dois filhos).

Angela Su foi a responsável por criá-los até que encontrem uma nova casa permanente com uma família amorosa.

A mamãe gato, nomeada Primrose, logo se aconchegou em sua nova cama e parecia muito agradecida pela ajuda.

“Os gatinhos tinham cerca de três semanas de idade. Seus olhos estavam abertos e eles estavam começando a andar, mas muito instavelmente”, Angela compartilhou com o portal Love Meow.

Ela conta que sempre que chegava em casa recebia uma sinfonia de miados de boas vindas!

Quando seus gatinhos, Zinnia e Juniper, cresceram o suficiente para adoção, eles rapidamente encontraram seu lar para sempre juntos. Todos os dias, desde então, Mama Primrose esperava que a família certa fosse procurá-la.

"Primrose era uma mãe tão boa para seus gatinhos. Ela ronronava 24 horas por dia, 7 dias por semana e adorava ser acariciada. Depois que seus gatinhos foram adotados, ela se tornou muito solitária" disse a mulher.

Nesse mesmo período, quatro gatinhos órfãos foram trazidos para a Oregon Friends of Shelter Animals, precisando de um lar adotivo e de um pouco de amor maternal. Quando o abrigo enviou um e-mail pedindo um voluntário, Angela não hesitou em aceitar

Ela conhecia a mãe perfeita para uma ninhada de quatro gatos.

Os filhotes estavam cobertos de pulgas e sujeira.

"Quando dei banho em cada um, pude sentir seus ossos. Não consigo imaginar como foi a vida deles vivendo na rua" - relembra.

Com muita ajuda da mamãe Primrose, os gatinhos começaram a crescer. Eles ganharam muito peso saudável e muita força.

Veja Primrose e seus gatinhos neste vídeo fofo:

Eles adoravam comer! Quando era hora das refeições, eles cantavam em harmonia ronronante, sem parar, até que a comida fosse servida.

Primrose era uma mãe maravilhosa, totalmente devotada a cada gatinho que ela cuidava. Eles queriam encontrar para ela um grande lar que a estimasse e a adorasse.

Depois de meses de espera, Primavera realizou seu sonho quando uma família veio buscá-la e a recebeu em seu lar amoroso.

A doce mãe gata criou seus próprios dois gatinhos e ajudou outros quatro a prosperar. Agora, ela se aposentou da maternidade e pode finalmente apreciar ser o centro das atenções que merece!

Gatos se sentem solitários?

A fama dos felinos é serem animais independentes e solitários. O fato é que os gatos anseiam por companhia e, se frequentemente são deixados sozinhos por horas ou mesmo dias seguidos, experimentam os mesmos sentimentos de solidão, depressão ou ansiedade que nós, humanos. Embora os animais não falem, eles demostram esses sentimento com atitudes. Confira:

  • Gatos solitários frequentemente arrancam seus pelos ou se limpam excessivamente.
  • Alguns gatinhos são falantes por natureza, mas se o seu gato normalmente quieto de repente ficar muito tagarela, pode ser a sua maneira de pedir um pouco mais de atenção.
  • Não tem usado corretamente caixinha de areia.
  • Quando o gato percebe que seu dono está se preparando para uma partida fica agressivo.
  • Quando encontram maneiras destrutivas para chamara a sua atenção.

Se você percebe um desses comportamentos ou todos no seu felino, crie um ambiente na sua casa que permita seu gato ser um gato: perseguir, pular, caçar, escalar e arranhar.

“A estimulação comportamental é tão importante para os gatos quanto para os cães - talvez ainda mais, visto que muitos gatos só têm você e o mundo que você cria para eles dentro de sua casa”, afirma o Dr. Gary Weitzman, em o Guia completo da National Geographic para saúde, comportamento e felicidade de animais de estimação (tradução livre).

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.