Logomarca Amo meu PET

Dona tatua seus dois gatos e o motivo comove equipe de tatuagem

Por
em Notícias

Apaixonada por gatos, a estudante de medicina veterinária, Denise Chiquetti, de São José, Santa Catarina, decidiu eternizá-los na pele com uma tatuagem. O resultado, apesar de lindo, tem um significado muito mais especial por trás, que é a história de superação dos gatinhos Branco e Lelé.

Lelé, de 16 anos, é a filha felina mais velha de Denise e foi adotada quando a dona estava grávida do seu primeiro filho. Além de ter acompanhado a gravidez de Denise, Lelé foi fundamental para a permanência do gatinho Branco na família.

Branco apareceu no trabalho de Denise em fevereiro de 2019 sujo e ferido, então Denise decidiu castrá-lo e acolhê-lo temporariamente, sobretudo porque Lelé não aceitava outros gatos. Pelo menos, não até a sua chegada.

“Com o Branco foi diferente. Ela não deixava chegar perto dela, mas dessa vez ela aceitou a presença de outro gato. E ele foi ficando e a gente foi se apaixonando por ele”, contou Denise ao Amo Meu Pet.

Pouco tempo depois, no entanto, Branco ficou gravemente doente e chegou a ser desacreditado pelos próprios veterinários. Segundo a tutora, mesmo internado, Branco demorou para receber o diagnóstico e nesse período a sua bexiga rompeu e ele ficou com um líquido livre na barriga.

“Foram dias e dias de desespero enquanto ele estava internado. Chegamos a marcar a eutanásia para ele porque não tinha mais o que ser feito, ele estava fraco demais para uma cirurgia”, relembra.

Apesar de todas as negativas e riscos, Denise optou por lutar pela vida de Branco.

“Seria melhor perdê-lo tentando do que abreviar o sofrimento dele. Para a surpresa de todos, um milagre aconteceu, ele resistiu à cirurgia. O pós-operatório foi complicado, mas foi uma luta na qual ele foi vencedor e nós os sortudos por tê-lo em nossas vidas. Eu prometi para ele que se ele voltasse para casa eu sempre faria tudo o que ele quisesse. Sim: oficialmente escrava dele”, afirma.

E assim tem sido desde então, o guerreiro Branco, que tanto lutou pela vida, finalmente se recuperou e pôde desfrutar de todo amor da sua família e da sua irmã Lelé. Denise, como conta, sempre foi apaixonada por gatos, mas a trajetória inspiradora dos seus dois filhos felinos a motivou a eternizá-los através de uma linda tatuagem.

A história comoveu até mesmo a equipe do estúdio Verani Tattoo, onde Denise fez a tatuagem, e eles decidiram compartilhar o resultado final da tatuagem e seu significado no Instagram. A publicação, feita no dia 10 de março, ganhou elogios dos seguidores que ficaram encantados com o significado por trás dos lindos rostinhos de Lelé e Branco.

“Essa tatuagem representa esse amor, todos os gatinhos que passaram pela minha vida, que vão passar.... E principalmente agradecimento em vida (mesmo que eles não entendam) por todo amor que eles me dão e pelos sentimentos maravilhosos que tenho por tê-los em minha vida. Só tenho a agradecer a Deus”, concluiu Denise.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com