Tutora encomenda pacotes extras para sua cadela rever seu carteiro favorito

Por
em Cães

Ao contrário de muitos cães que não são receptivos com entregadores, a cadelinha Kaijeaw, da raça pug, que vive na Tailândia, não só é receptiva, como também ficou triste com a partida do seu entregador favorito.

A reação da cachorrinha, que foi conquistada com um simples gesto de carinho do funcionário dos correios, surpreendeu até mesmo a dona, June. O entregador se aproximou, deixou a encomenda e antes de ir embora fez questão de se abaixar e acariciá-la, arriscando até mesmo levar uma mordida, o que já sabemos, não aconteceu.

“Estou tão feliz por ter visto isso”, disse June ao The Dodo.

Desde então, Kaijeaw passou a observar todo e qualquer movimento em frente a casa, na esperança que o seu amigo voltasse, mas ele infelizmente não voltou. June chegou a receber outras encomendas, com outros entregadores, mas Kaijeaw simplesmente os ignorou, afinal, nenhum deles deu carinho a ela.

Percebendo o quão sentida Kaijeaw havia ficado nos últimos dias, June resolveu agir e fez uma nova encomenda, mas dessa vez solicitou à empresa que a entrega fosse feita pelo primeiro entregador. Para a surpresa de Kaijeaw, o entregador apareceu com o pacote e com muito carinho para dar à ela.

A fofinha não conteve a sua alegria e grudou no portão assim que reconheceu o entregador, que não perdeu tempo e ofereceu um abraço, mesmo eles estando separados pelas grades. A cena, é claro, confortou o coração materno de June ao ver a sua canina feliz.

“Kaijeaw estava tão feliz! Ela estava tão feliz em vê-lo novamente. Adorei vê-los felizes, sorrindo e rindo”, declarou June. Quem resiste a uma cena dessas, né?

Cães x carteiros

Você já deve ter se perguntado o porquê os cães não gostam de carteiros, entregadores ou qualquer ‘objeto’ estranho que se aproxime do seu pátio. Bem, há várias suposições sobre isso, mas o adestrador e especialista em comportamento animal, Ricardo Tamborini, explica que os cães estão apenas seguindo o seu instinto protetor.

Segundo Tamborini, o cão faz isso na intenção de proteger a casa. Ele explica, ainda, que eles são estimulados por uma série de ações repetidas: o entregador aparece, deixa a correspondência e vai embora enquanto os cães latem. Dessa maneira, os cães pensam que a pessoa foi embora porque eles estavam latindo, portanto tendem a repetir o comportamento.

“O animal não tem a menor ideia que o carteiro tem outras coisas para fazer. E os cães aprendem através de repetições. Através de repetições é criado um condicionamento. O cão fica treinado para fazer isso”, explica Tamborini.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com