Mulher vai à abrigo adotar um novo pet e reencontra seu cachorro perdido há dois anos

Por
em Cães

Em junho deste ano, a americana Aisha Nieves que reside no estado da Pensilvânia teve a grata surpresa de reencontrar o seu cachorrinho, chamado Kuvo, uma mistura de pit bull com rottweiler, desaparecido há dois anos.

O encontro ocorreu em um abrigo de animais, onde Aisha procurava entre fotos um novo bichinho de estimação para fazer companhia aos seus dois filhos.

E enquanto escolhia outro pet, se deparou com um rostinho familiar. A mulher ficou em dúvida sobre o parentesco, mas ao se aproximar do cãozinho, percebeu uma pequena cicatriz facial que confirmou suas suspeitas. Que alegria!

O peludinho chegou na família, ainda filhote, em 2014. E em 2019, durante um acidente de carro, em que um motorista derrubou a cerca da sua casa, ele fugiu.

Segundo o WFMZ, na época a americana estava grávida do seu segundo filho e estava num misto de sentimentos, sem saber o que fazer com o sumiço do seu amado cãozinho.

“Eu estava chorando, pensando o pior, pensando que alguém o sequestrou ou machucou. Eu estava simplesmente arrasada. Ele estava lá para mim em tudo, sofrimentos, altos e baixos... e agora ele se foi. Foi tão difícil de aceitar”.

Semanas depois do acontecido, o peludinho foi encontrado no quintal de uma casa, sendo encaminhado para um abrigo, e lá recebeu um novo nome, Ash. E não demorou para o pequeno ser adotado, mas devido algumas circunstâncias, a família teve que devolvê-lo, em junho deste ano.

Por sorte, o cãozinho ficou sob os cuidados da mesma ONG em que a sua primeira dona estava em busca de um pet.

Ao confirmar que o patudinho era o seu 'companheiro sumido', não tardou em resgatá-lo. E o encontro foi emocionante!

“Então, ele simplesmente pulou em mim e começamos a nos beijar e nos abraçar. Ele se sentou no meu colo. Eu disse a ele: 'Sim, amigo, você vai para casa. Sinto muito que isso tenha acontecido. Nunca mais vou te perder'”.

Confira o reencontro:

O sumiço de um bichinho de estimação deixa um vazio enorme no coração do tutor e no caso de Aisha esse buraco foi fechado.

Mas para você evitar tal sofrimento, o melhor é mantê-lo com uma coleira de identificação, assim se caso um dia ele escape, torna-se mais fácil encontrar o paradeiro do tutor para quem encontrá-lo.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo