Abelhas são declaradas os seres vivos mais importantes do planeta

Talvez não haja na natureza uma espécie tão importante para a manutenção da biosfera terrestre do que as abelhas.

Vitais para a polinização das flores, elas geram uma enorme cadeia natural de flora na qual os herbívoros muito necessitam. E sem os herbívoros, como iriam subsistir os carnívoros?

Cientes de sua importância, a Royal Geographical Society, de Londres, declarou que as abelhas são os seres vivos mais importantes e ‘insubstituíveis’ da natureza em 2009.

Num esforço de conscientização recente, o Dr. George McGavin explicou ao público que 250 mil espécies de flores dependem diretamente das abelhas para se reproduzir.

Mais: centenas de frutas e vegetais também são indiretamente ajudadas por elas, que tem impacto em cerca de 90% da produção de alimentos do mundo.

“Um mundo sem abelhas seria um mundo sem pessoas”

Para se ter ideia da importância das abelhas para a biodiversidade e a agricultura a nível mundial, 70 de cada 100 produtos consumidos dependem da sua intervenção.

Sem o processo constante de polinização, haveria uma extinção em massa da flora terrestre do planeta - e consequentemente, da fauna.

Pesticidas estão a matar as colmeias

Estudos apontam que o uso em massa de pesticidas na agricultura têm envenenado centenas de milhões de abelhas no processo de absorção do néctar das flores. Não obstante, levando o pesticida para a colmeia, contamina o favo de mel da colônia e envenena a abelha-mestra (ou abelha rainha), extinguindo a colmeia como um todo.

A comunidade ambientalista considera a situação bastante preocupante a longo prazo. O desaparecimento das abelhas acarretaria em sérias consequências para a agricultura humana.

Como diria o acadêmico e ativista ambiental David Suzuki, “Um mundo sem abelhas seria um mundo sem pessoas”.

Uma boa medida que pode vir a ser adotada por países desenvolvidos e emergentes seria espalhar abelhas sem ferrão pelos parques e áreas verdes de suas cidades como forma de disseminá-las no meio ambiente, aumentando sua população e área de atuação. Curitiba tem feito isso.

Enquanto isso, a Suécia ergueu recentemente um monumento que celebra e homenageia nossas amigas voadoras...

Compartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários