Homem conquista confiança de pit bull assustada, a resgata e leva para casa; vídeo

Danny Spanks precisou visitar Mama muitas vezes no pomar onde ‘morava’ até conquistar sua confiança e poder fazer o resgate

Por
em Cães

Muitos cães sofrem maus tratos de seus antigos donos e, assim, deixam de confiar nos humanos. Conquistá-los novamente não é uma tarefa fácil, mas um locutor de rádio chamado Danny Spanks, não desistiu de levar Mama para sua casa.

O radialista contou em um de seus programas que em seu tempo livre busca resgatar cachorros abandonados e dar um novo destino para eles.

Ao todo já são mais de cinco anos dedicando sua vida para essa bondosa atitude.

Ele comenta que ao conhecer Mama perto de um pomar, ela apenas o cheirava e em qualquer movimento brusco saia correndo de medo, pois não queria ser tocada. “Eu sabia que Mama seria uma cadela muito difícil de pegar”, disse o homem.

Danny ia visitar a pitbull todos os dias para conseguir a confiança do animal.

“Tenho que deixá-la saber que estou aqui para ela e que não vou a lugar nenhum. Só quero estar aqui com você, no seu pomar, e ser apenas seu amigo”, observou.

Para evitar que ela fugisse, o radialista a tratava com ração. Ele jogava a comida perto de seu corpo a fim dela se aproximar e perder o medo que tinha dele.

Apesar da pitbull ficar feliz toda vez que via o homem ainda não confiava nela.

Foram dias e dias de tentativas até que o profissional da comunicação conseguiu as duas coisas que mais queria: que ela o seguisse para comer e depois comer diretamente de sua mão. “Que boa menina, essa é minha boa menina”, constatou Danny.

“Quando Mama tirou o primeiro pedaço de comida da minha mão, por dentro eu estava pulando para cima e para baixo. Mas não podia fazer isso ali na frente dela, provavelmente a assustaria e ela correria para longe”, destacou o radialista.

Embora estivesse fazendo grandes avanços com a cachorra, a parte mais difícil parecia estar longe de chegar ao final, levá-la para casa.

“Quando se trata do momento real do resgate, tinha que ser algo onde o sucesso fosse garantido, porque se algo der errado, ela nunca mais vai confiar em mim”, ressalta ele.

Assim, o único jeito era fazer a pitbull entrar em uma gaiola e prendê-la lá dentro. O plano deu certo, e, é claro, que ela ficou extremamente assustada com a situação, mas por fim acabou sendo resgatada.

Já em seu novo lar, o homem conseguiu realizar seu sonho de acariciá-la pela primeira vez. Menos desconfiada e já acostumada com o local, um ano e meio depois, a cachorra corre, brinca e se diverte no cercado que é só dela.

No entanto, o radialista ainda tem um último desafio a cumprir: convencê-la de que sua casa é um local seguro e que ela não irá passar por tudo aquilo que já passou uma vez.

“É improvável que ela realmente tenha estado dentro de casa uma vez. Então tem muito medo que ainda precisa ser superado. Mas continuamos nos aproximando cada vez mais desse objetivo e eu sei que vamos chegar lá em breve”, finalizou Danny.

O vídeo foi publicado no canal do YouTube The Dodo e teve quase um milhão e meio de visualizações, além de 50 mil curtidas e mais de 3 mil comentários.

“Obrigado por se comprometer. Não há muitas pessoas que passariam por um processo tão longo”, lembrou uma internauta.
“Esse cara é a própria definição da palavra “homem”. Isso é o que um homem de verdade faz, resgatando outro, cuidando de outro, ajudando outro”, concluiu Steven.

Confira o vídeo:

Veja também:

RETROSPECTIVA 2021 - Histórias de pets que marcaram o ano

Uma jornalista quase formada de 21 anos, completamente apaixonada por futebol e animais. É daquelas pessoas que não podem ver um cachorro ou gato na rua que já quer fazer carinho... Do tipo curiosa, gosta de contar boas histórias e aquecer o coração de seus leitores. Um pouco indecisa para os títulos das matérias, confesso, mas dedicada ao ponto de procurar sempre escolher as melhores palavras. Prazer, sou Letícia Michele Schneider, atualmente moradora de Passo Fundo (RS), tenho o sonho de deixar o mundo um pouquinho melhor e quem sabe um dia estar à beira do gramado entrevistando os jogadores da dupla Grenal.