A importância de fazer o pré-natal nos pets

Ultrassonografia deve ser realizada em torno do 21º dia de gestação

Quando uma fêmea engravida, tudo muda, seu corpo incha, as mamas aumentam, e ainda há alterações no comportamento. Por isso, é necessário um acompanhamento, tanto da mãe quanto do filhote. Os cuidados durante a gestação faram com que os riscos durante o parto sejam os melhores possíveis. Com as suspeitas, o adequado é procurar acompanhamento veterinário para realização de ultrassonografia, que deve ser realizada por volta do 21º dia da gestação. A Dra. Milena Guimarães do Hospital Veterinário Cão Bernardo afirma:

“Após confirmada, é necessário repetir o exame de 15 em 15 dias, para saber a data provável do nascimento, assim como avaliar a saúde dos filhotes”.

Assim que confirmada, há necessidade de mudar a alimentação do animal para uma ração que tenha mais vitaminas e proteínas, para ajudar no desenvolvimento dos fetos. Além disso, ainda é possível que a mãe precise de suplementos vitamínicos, tanto para auxiliar no crescimento do filhote, como preparar a fêmea para a amamentação. O acompanhamento ainda pode evitar doenças como eclampsia e hipocalcemia (falta de cálcio para produção de leite).

Para quem planeja engravidar a pet, é imprescindível saber se o animal é saudável antes, principalmente porque, diferente dos humanos, é comum que as fêmeas engravidem de muitos filhotes, podendo ter uma gestação com até 12 bebês. O parto pode durar até 24 horas, por isso é importante ter o acompanhamento com um veterinário, porque o desgaste é muito grande.

Se um feto morrer e não conseguir sair no momento do parto, esse filhote pode bloquear a passagem dos outros bebês e precisar de uma intervenção cirúrgica. Como os bulldogs, por uma questão genética, essa raça precisa de cesárea. Uma fêmea só pode reproduzir depois dos dois anos de idade, porque antes o corpo do animal ainda não está preparado para gestação.

A Dra. Milena Guimarães, declara que:

“Nós não recomendamos que a fêmea engravide no primeiro cio, porque o corpo dela pode não estar totalmente desenvolvido, mas a partir do segundo quando ela será adulta e terá uma condição física melhor para receber os bebês. O limite para a reprodução é até os cinco anos”, finaliza.

Hospital Cão Bernardo

O Cão Bernardo existe desde 1994, com foco em banho e tosa, mas em 2014 foi inaugurado o Hospital em São Bernardo do Campo, se tornando o principal foco da empresa. Em 2018 será inaugurado o segundo hospital, em Santo André. Os principais serviços do hospital são emergências, consultas, internação, cirurgias e exames.

Mais de Hospital Cão Bernardo

Comentários