Cão que vivia triste e cabisbaixo fica tão feliz ao perceber que agora tem uma família

Por
em Cães

Luiza Abduch reside em São Paulo e no dia 4 de fevereiro compartilhou nas suas redes sociais a história de adoção do seu cãozinho.

O pequeno vivia nas ruas e, sem ter como se proteger de um dia frio e chuvoso no mês de junho de 2021, o coração bondoso de Luiza se compadeceu e o recebeu em sua casa.

"Eu ouvi alguns latidos no portão e fui verificar, pois os latidos não paravam, e lá estava o Bob, chorando e latindo, parecia que estava pedindo abrigo", contou Luiza ao Amo Meu Pet.

Bob, como foi carinhosamente chamado, receoso que o ambiente que lhe acolheu fosse hostil, se recolheu num cantinho, tremendo de medo, sem querer brincar ou se misturar com alguém da casa.

"Eu achava ele tão triste e quieto", escreveu.

Dois dias se passaram até que o pequenino percebeu que aquele lugar era o seu lar e que ali ninguém queria o seu mal e sim oferecer todo o amor que nunca havia recebido.

"Bob era um cachorro muito assustado, qualquer barulho, qualquer gesto ele se encolhia todo, mas conforme foi recebendo amor e carinho, começou a confiar na gente".

A adoção foi concluída com sucesso! E além da humana que muito lhe ama, o cãozinho ganhou um irmão, o Bruce, da raça rottweiler, que perto dele é enorme. E por conta do seu tamanho muitos acreditavam que não aconteceria a socialização entre eles, mas o contrário aconteceu.

O que tem de tamanho, Bruce tem de carinho pelo irmão e juntos se divertem muito.

E a chegada de Bob na casa aconteceu no melhor momento, pois a família tinha um outro cão que havia falecido, deixando-os entristecidos. A presença do vira-latinha trouxe alegria para Luisa e para o Bruce, que muito amava o seu irmão.

"Bob significou o renascimento da alegria pra nós, ele tirou o nosso outro cão da tristeza, a primeira vez que vi meu Bruce voltar a correr e brincar depois da perda, foi com o bob! Nesse dia eu chorei de emoção! Ele fez com que toda nossa tristeza amenizasse! Parece que ele tinha a missão de nos alegrar".

A publicação ganhou mais de 261 mil visualizações, 54 mil reações e centenas de comentários cheios de carinho.

"Tão lindo! Ele chegou muito triste. Devia ter sofrido antes de chegar. Agora ele é muito feliz", comentou uma.
"Que família maravilhosa que ele ganhou", elogiou outra.
"Como o olhar muda, agora da pra ver só no olhar como ele tá feliz", observou uma terceira.

Confira:

Feliz com a adoção do Bob, Luisa deixa um recado:

"Quando você adota, você não só tira um animal do sofrimento, do frio, da chuva, mas também conhece a mais elevada forma de altruísmo. O companheirismo e amor que nasce nesse elo é inexplicável! Adoção não salva só o animal, mas também salva o nosso coração".

Adotar é um ato de amor!

Assista também o nosso Jornalzinho Amo Meu Pet:

O caso do cachorro que faz yoga e mais notícias de bichinhos