Conheça Hellena: cachorra albina, cega e muda que tem milhões de motivos para ser feliz

Por
em Aqueça o coração

Somos seres que em sua particularidade possuem características, qualidades e também defeitos. E é a junção de tudo isso que nos torna especiais e únicos no mundo. E com os animais não é diferente! Como o caso de Hellena, uma cachorrinha da raça pequinês, que mesmo cega e muda, não deixou de ser especial na vida dos seus tutores.

A família reside em Sorocaba, São Paulo. Em entrevista ao Amo Meu Pet, Ana Claudia, dona da pet, contou que Hellena chegou em sua vida por meio da adoção. Em dezembro de 2021, as médicas veterinárias da família, Bruna Paola e Cecília, escolheram Ana para adotar a cachorrinha que na época tinha seis meses.

A escolha se deu porque as profissionais sabiam que Ana queria adotar um cachorro cego, além de verem nela alguém de coração bom e apto para oferecer o amor e o cuidado que a pet precisaria para ter uma vida feliz e saudável.

"A doutora Bruna é veterinária dos meus outros animais, e sabia que eu queria adotar uma cachorrinha cega", contou Ana ao Amo Meu Pet.

Infelizmente, a cachorrinha foi resgatada de maus-tratos. Por conta de uma doença na visão, o antigo tutor a levou até as veterinárias, pedindo para removerem seus olhos, mas elas se negaram, pois queriam tentar outro procedimento. Contrariado, ele a levou em outra clínica que sem hesitar realizou a cirurgia.

"A veterinária dos meus animais se recusou a tirar sem tentar salvar, mas o antigo tutor não quis, e levou ela em outra clínica que tirou", relatou.

Uma senhora, que conhecia o homem e também era cliente da clínica que Ana frequenta, ao saber do caso, logo entrou em contato com ele e o convenceu a doar a cachorrinha — para que ela não sofresse mais em suas mãos.

Então depois de muita conversa, ele cedeu e entregou a cachorrinha às médicas.

Hellena ficou sob os cuidados das profissionais até que seus pontos fossem removidos para então começar uma nova vida ao lado de sua futura tutora. E no dia que Ana foi buscá-la, foi só alegria tanto por parte da paulistana, quanto por parte da pet.

"Quado vi aquela bola de algodão, me apaixonei, e ela já começou abanar o rabinho pra mim", relembrou.

A cachorrinha é uma pequinês albina que provavelmente é cruzamento consanguíneo. E foi descoberto por exames que ela também tem sopro e problemas ortopédicos nas pernas da frente. Com o passar do tempo a família também descobriu que ela é muda, pois nunca latiu.

Apesar de sua condição, ela é muito elétrica, segundo a tutora 'um furacão'. E para facilitar a locomoção da cachorrinha, Ana fez um quartinho só para ela, onde todos seus pertences ficam de fácil acesso, além de não ter nenhum objeto obstruindo o caminho, assim ela não se bate em nada.

"Nem parece cega de tão feliz que é", declarou.

Veja essa fofura:

Que Hellena seja ainda mais feliz ao lado de sua família que tanto lhe ama. E se você deseja segui-la nas redes sociais, clique aqui.

Assista também este vídeo:

O que esse papagaio tanto escondia nesse tronco?