Ciência explica o motivo de cães ficarem tão felizes quando seu dono chega em casa

Uma das melhores sensações da minha vida é quando eu chego em casa e encontro minha cachorrinha esperando por mim. Ela fica tão orgulhosa de me ver toda vez que eu desapareço por algumas horas, e depois chego em casa; e isso só enche meu coração com muito amor de filhote de cachorro. Mesmo que ela mal chegue a 5 kg, ela vai me derrubar no chão, lamber meu rosto e abanar o rabo como se dissesse: “ONDE VOCÊ FOI, SUA BANDIDA, QUASE MORRI DE SOLIDÃO.” Vendo como isso acontece cada vez que eu saio e volto - e provavelmente acontece com você e seu amigo de quatro patas também - pergunto: afinal… qual é o “problema” deles? Por que minha baby está tão animada em me ver quando eu chego em casa?

Bem, a ciência pode ter uma resposta para nós. Existem dois fatores para isso: 1) como os cães evoluíram ao longo dos anos a partir dos lobos; e 2) curiosidade de cachorro.

Muito antes dos cães serem nossos amigos, eles eram lobos vagando pela natureza. Lobos naquela época e ainda hoje se cumprimentam lambendo seus rostos. Como explicou o neurocientista Gregory Berns, o ato de lamber faces é uma saudação social entre caninos (como os humanos apertam as mãos) e, lambendo o rosto, os lobos também podem descobrir se outros lobos trouxeram o jantar para casa naquela noite.

Berns também fez muitas pesquisas para descobrir como os cães vêem os humanos. Eles nos vêem como membros de sua “matilha de lobos” ou como uma espécie completamente diferente? Berns descobriu, através de testes de cheiro, que os cães podiam identificar o cheiro familiar de seus próprios humanos, e como isso desencadeou uma certa resposta.

"Nenhum outro perfume fez isso, nem mesmo o de um cão familiar", explicou Berns, "não é o caso de que eles nos vêem como parte de sua matilha de cães", eles sabem que somos algo diferente - há um lugar especial no cérebro só para nós. O que estamos descobrindo com o trabalho de criação de imagens é que os cães amam seus humanos - e não apenas por comida. Eles amam a companhia dos humanos simplesmente pelo seu próprio bem”.

Berns também menciona que, enquanto os humanos podem pensar em conceitos abstratos, os cães não podem. Então, quando um cachorro nos vê, eles ficam felizes ou tristes; não há intermediários. E se saímos de casa o dia todo, o cachorro provavelmente ficou entediado sem nada para fazer e sem companhia. No segundo em que passamos pela porta, o cachorro fica feliz em nos ver, mas também quer saber onde estivemos. É por isso que há muito cheiro e lambidas no rosto, porque o cão precisa saber se já estivemos com outros cães e também se trouxemos comida para eles.

Ainda há muita pesquisa a ser feita com isso, mas uma coisa é certa: voltar para casa e ver nosso cachorro animado é muito bom. Passar por aquela porta significa que você vai cumprimentá-lo e brincar um pouco. Não importa se está na hora de ir passear ou se divertir, a Netflix deles é com você.

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Comportamento