Não é cachorro, nem raposa, nem lobo: família adotou esse animal inusitado por engano

Certa noite, uma família de Wandiligong, pequeno município de Victoria, no sudeste australiano, acordou com os latidos e choro de um pequeno filhote escondido no quintal de casa.

Sensibilizados pela fragilidade do animal, eles o trouxeram para dentro da residência e esperaram para ver se alguém o buscaria. “Pensamos que ele pertencia a alguma família vizinha”.

Ao final do dia seguinte, ninguém tinha aparecido.

A família decidiu então ficar com o ‘cãozinho’, que ganhou o nome de Wandi.

Eles jamais imaginaram que o ‘cachorro’ adotado fosse na verdade uma raposa, um dos maiores predadores naturais da região.

“Não sabia dizer naquele momento se era um cão ou uma raposa”, disse a matriarca da família, que não quis ser identificada.

Após um intenso debate nas redes sociais, eles levaram Wandi a um hospital veterinário da região para ele ser examinado.

Uma vez na clínica, os veterinários disseram que ela poderia ser um Dingo. Como não havia relato de nenhum animal na região, a família resolveu fazer um teste de DNA em Wandi.

Na Austrália, os Dingos são os principais predadores terrestres e estão no ápice da cadeia alimentar. Eles também são um dos principais por manter o equilíbrio das espécies do continente.

Segundo o portal Infobae, eles são divididos em três categorias: os Dingos do deserto, da floresta e os das terras altas. O teste de DNA confirmou que Wandi é um Dingo 100% puro da última categoria.

Fonte: MetroCompartilhe o post com seus amigos!

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários