Polícia Nacional da Espanha salva quase 3 centenas de cães em canil ilegal

Um ato de muita crueldade com cães foi registrado em Madri, na Espanha.

A Polícia Nacional do país descobriu dois canis que operavam ilegalmente, onde cerca de 270 cães viviam enjaulados e grande parte deles tinham as cordas vocais cortadas.

Entre os envolvidos - que foram presos - dois eram veterinários. Os cachorros que eram em sua maioria das raças chihuahua e lulu da pomerânia, foram encontrados em cenas lamentáveis.

Haviam cães mortos embrulhados em jornais e muitos dos que estavam vivos, estavam com a pele gravemente danificada. O grupo que maltratava os animais era um dos maiores distribuidores das raças no país, que chegavam a ser vendidos por até 3 mil euros, equivalente a R$ 13,8 mil.

Os criminosos podem ter lucrado mais de R$ 2 milhões de euros, em mais de 10 anos que faziam esse tipo de ação. Todos os cães foram resgatados e agora estão em um abrigo enquanto a justiça determina o destino dos bichinhos.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo.
Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários