Pouco tempo depois de ser adotada, pit bull salva vida de criança que estava tendo convulsão

Ao perceber que a criança estava passando mal, a pit bull correu chamar a mãe do garoto.

A família Daniels não sabia, mas ao adotar a pit bull Ember, eles estavam colocando um verdadeiro anjo dentro de sua casa. Desde que chegou na casa da família que vive em Monroe, Ohio, nos Estados Unidos, a cachorrinha Ember se acertou muito bem com o filho do casal, Tre, de 10 anos.

Ember foi adotada pelos Daniels em junho de 2014 e um tempo depois foi responsável por salvar a vida de Tre.

Foto: Reprodução Youtube /  LOCAL 12
Foto: Reprodução Youtube / LOCAL 12

Ao ver que o garoto estava passando mal por conta de uma convulsão, Ember imediatamente foi até o quarto de Tracy, mãe de Tre, na tentativa de a alertar que algo estava errado.

“Estávamos dormindo e ela sentou-se ao lado da cama e estava fazendo esse resmungo bem baixo. Não era nem um grunhido, era apenas uma queixa estranha”, conta.

Inicialmente, Tracy não se importou com o aviso, mas com a persistência de Ember, ela resolveu atender ao chamado e a seguiu pelo corredor até o banheiro.

“Então eu vi as pernas de Tre penduradas ao lado da banheira lá. E quando eu olhei para a banheira, metade do corpo dele estava fora e a outra metade estava na banheira e sua cabeça estava totalmente estendida para trás”, relembra Tracy.

Foto: Reprodução Youtube /  LOCAL 12
Foto: Reprodução Youtube / LOCAL 12

Imediatamente os pais de Tre o levaram ao hospital, os médicos fizeram alguns testes e logo tudo voltou normal. Quando ele chegou em casa do hospital, sua mãe disse que Ember ficou ao seu lado a noite toda.

A organização responsável pela adoção de Ember fez questão de demonstrar o orgulho pela ação da pit bull.

“É um momento de muito orgulho, não apenas para a nossa organização, mas também para esse cachorro que foi abandonado. Ela era um filhote solitário nas ruas. Ela não tinha família, ninguém para a amar.”

Ember é motivo de orgulho para todos que a acolheram, e soube retribuir em grande estilo, salvando a vida do pequeno Tre.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários