Sem condições de pagar cirurgia para o seu cachorro, jovem escreve carta à veterinária que atende o pedido e o opera gratuitamente

Sem recursos para custear a cirurgia, a menina contou com a solidariedade alheia, que felizmente, se fez presente na ajuda do seu cão.

Foi o que aconteceu com Zykirah Hilton, 11 anos, de Montgomery, Alabama, quando o seu cão Scrappy, de um ano, machucou a sua pata dianteira e precisou de uma cirurgia, mas as condições da família não permitiam a realização da mesma. Vê-lo com dor, mancando e sofrendo com a debilidade, ela não tinha o que fazer para ajudá-lo, o que a deixava triste.

"Quando estou triste ou chorando, ele apenas lambe as lágrimas do meu rosto.”

Foto: Facebook / chicknpups
Foto: Facebook / chicknpups

A família Hilton resolveu entrar em contato com a organização sem fins lucrativos Chick n 'Pups Canine Crusade, perguntando se eles poderiam ajudar com a lesão de Scrappy. A fundadora da organização, Jennifer Gallagher, se comoveu com a situação e foi até a casa da família para analisar de perto o caso de Scrappy.

Foto: Facebook / chicknpups
Foto: Facebook / chicknpups

"Fui e me apresentei ao cachorro, apalpei a perna dele e tentei descobrir qual era o problema", disse Gallagher. "Eu tinha certeza de que não era consertável, porque já havia se passado algumas semanas." A voluntária chegou a conclusão que a seriedade do caso precisava da vistoria de um médico veterinário, e sabendo das condições da família, recomendou à Zykirah que escrevesse uma carta para a Dra. Jessica Loch, veterinária associada do Hospital de Animais Taylor Crossing pedindo a sua ajuda.

A carta com as seguintes palavras: "Eu realmente espero que todos vocês possam me ajudar com meu cachorrinho Scrappy. Scrappy é um bom cachorrinho para mim. Eu realmente espero que vocês consigam consertar o pé dele. Ele é tudo para mim. Se não fosse por Scrappy, eu não seria tão corajosa”, foi enviada à Jessica, que comovida com a história, se prontificou em ajudar o cão de forma gratuita.

Foto: Facebook / chicknpups
Foto: Facebook / chicknpups

Com a avaliação, no entanto, Jessica percebeu que o caso de Scrappy não tinha mais reversão e a única alternativa seria amputar a sua perna.

“Decidimos que a melhor opção para Scrappy era seguir em frente e amputar sua perna. Ele não teria tantas complicações se recuperando disso ”, disse Loch. “Ele ficou conosco por cerca de uma semana depois enquanto curava. Ele teve alguns problemas com a drenagem, mas está indo muito bem.”

Foto: Facebook / chicknpups
Foto: Facebook / chicknpups

A decisão é claro, acabou deixando a jovem Zykirah comovida, mas agradecida por ter o seu cão por perto e agora tratado. “Ele ficou mais forte, me fez mais forte e notei que ele não está mais machucado", disse Hilton. "Quando a perna dele foi cortada, fiquei um pouco triste, mas ainda grata porque ele ainda está aqui."

O valor dos medicamentos foram custeados com as doações feitas à Cruzada Canina Chick n 'Pups.

Depois de um mês desde a cirurgia, Scrappy já está recuperado e se adaptando com a nova condição física, mas o mais importante ele tem, que é o apoio e suporte da sua dona que lutou pela sua saúde e bem-estar.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo.
Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários