Cachorro filhote que implorava por comida em estacionamento de mercado é resgatado (vídeo)

Por
em Notícias

Um pequeno filhote de cachorro foi encontrado vagando e implorando por comida em um estacionamento de mercado na Califórnia.

Mesmo com muitas pessoas passando por ele, ninguém parou para alimentá-lo ou ajudá-lo. Ao perceber que o filhote passava necessidade, um funcionário do mercado contatou a ONG local Hope For Paws, que foi até o local para ajudá-lo.

Segundo o portal de notícias The Animal Rescue Site, ao encontrá-lo, o voluntário, Eldad Hagar, ofereceu comida ao cão, que em minutos acabou com tudo. Imagine a fome que ele estava, coitadinho!

Depois de alimentá-lo e ganhar a sua confiança, Hagar o resgatou e verificou se ele possuía algum microchip de identificação, que não foi encontrado.

Para encontrar o nome perfeito para o doce filhote, Eldad foi ao Instagram e pediu sugestões aos seguidores. O nome escolhido foi Bean.

Bean recebeu um banho quente e calmante e depois foi examinado por um veterinário. Após tanto cuidado, não demorou para que Bean se sentisse à vontade ao lado do seu socorrista.

Agora, o Bean está disponível para adoção e espera por um lar definitivo, mas enquanto isso não acontece, ela será cuidado com muito carinho e amor pelo socorrista Hagar.

Assista ao seu resgate:

Cachorro de rua

Não são poucos os casos de animais que vivem na rua. Indefesos, não tem para onde ir e nem pra quem pedir ajuda. E quanto mais filhotes a chance de sobrevivência é menor ainda. Se você encontrar um animal de rua, seja solidário e ajude. Veja o que pode ser feito:

  1. Identifique os cães incapazes de sobreviver por conta própria.
  2. Contate um abrigo de animais ou um centro comunitário para cães.
  3. Providencie alguma comida.
  4. Encontre um abrigo temporário para eles.
  5. Tome cuidado e aguarde ajuda profissional.
  6. Se alguém se identificar como dono, verifique se realmente é.
  7. Se ninguém entrar em contato ou reivindicar o cachorro, você pode adotar o cão.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com