Cachorro pastor luta contra lobo para proteger rebanho e é 'consolado' carinhosamente por ovelha

Um estudo realizado pela Universidade de Cambrigde comprova a capacidade dos animais em identificar e reproduzir emoções.

Não é difícil supor que os animais sentem e entendem praticamente todos os comportamentos humanos. Eles não só são capazes de assimilar, como conseguem reproduzi-los, e a pesquisa realizada com ovelhas, comprova essa teoria.

O estudo que foi composto por várias etapas, realizou testes como o reconhecimento de personalidades através de fotografia, e sobre a capacidade dos animais de demonstrar sentimentos afetivos uns com os outros.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na imagem acima é possível ver uma ovelha confortando um cão que aparentemente está ferido após ter entrado em confronto com um lobo para proteger o rebanho. Em agradecimento, a ovelha resolve retribuir o gesto de uma maneira bastante carinhosa.

A raça Kangal é particularmente treinada há anos para proteger ovelhas de tais ataques, especialmente em países como Turquia, Espanha e Itália. Mais do que um cão pastor, é um cão de guarda.

Segundo o estudo, todos são animais ágeis e inteligentes, com grande capacidade de aprendizado e facilidade para resolver situações imprevistas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Eles são cães muito fortes, mas ainda precisam de algum apoio para defendê-los; é por esse motivo que são vistos com esses enormes colares de espinhos, que certamente não parecem nada confortáveis, mas cumprem uma função importante.

Essas, são apenas algumas das formas dos animais demonstrarem as suas emoções e comprovar o quanto são parecidos com os humanos.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários