Cachorro permanece em ponte esperando dono que tirou a própria vida no local

em Notícias
O cachorro ficou ainda quatro dias no local após o ocorrido.

Os animais encontram em seus donos segurança e aconchego e quando eles lhe perdem, se encontram desamparados.

Foi o que aconteceu com um cachorro que viu o seu dono tirar a própria vida ao se atirar da ponte Yangtze em Wuhan, China.

Imagens de segurança mostram o homem se atirando no dia 30 de maio e quatro dias depois, o cachorro ainda permanecia no local à espera do seu dono.

O acontecimento é capaz de cortar o coração de qualquer pessoa, inclusive de um grupo de voluntários que foi até a ponte para tentar resgatá-lo. O voluntário Du Fan, diretor da Associação de Proteção de Pequenos Animais de Wuhan, foi um dos que tentaram procurar o cachorrinho.

Quando o grupo se aproximou, o cachorro se assustou, fugiu e não foi mais visto desde então.

Mesmo com o sumiço dele, os voluntários, preocupados, seguem procurando informações sobre o paradeiro do cachorro, que certamente não esquecerá de seu dono e continuará tentando o encontrar.

"Ainda esperamos encontrar um novo dono para o cachorro", disse Du.

"Achamos triste demais para um cachorro tão leal se perder nas ruas."

Tomara que ele seja encontrado em breve, pois quando for, certamente será ajudado pelas muitas pessoas que se comoveram com a sua história.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com