Cachorro labrador leal morre uma hora após seu dono, a quem ele dedicou sua vida

Quando perdemos alguém, vivenciamos o luto e ficamos arrasados com o falecimento de quem tanto amamos durante a vida. Entre os animais, a dor da perda também existe e pode ser tão intensa quanto entre os seres humanos.

Há algum tempo, um cão chamado Gunner ficou tão arrasado com o adoecimento de seu dono que ele mesmo ficou doente e bastante debilitado.

Daniel Hove, um bombeiro de Wisconsin, nos EUA, iniciou sua carreira na força aérea e pouco depois, passou a servir no corpo de bombeiros da cidade de Burnsville, onde permaneceu por décadas.

Foto: Facebook / Heather Nicoletti
Foto: Facebook / Heather Nicoletti

“Ele era alguém em quem todos confiavam e amavam”, disse sua filha Heather Nicoletti, à emissora local Kare 11 News.

Foto: Reprodução Youtube / KARE 11
Foto: Reprodução Youtube / KARE 11

O veterano foi diagnosticado com um agressivo câncer de pâncreas em 2011 e forçado a se aposentar em 2012.

Heather conta que seu pai precisou suportar diversas rodadas de quimioterapia, sem sucesso. Foram oito anos de muita luta contra a doença, até que eventualmente o bombeiro aposentado faleceu em decorrência do câncer.

Foto: Facebook / Heather Nicoletti
Foto: Facebook / Heather Nicoletti

Durante todo esse tempo, havia um membro da família que jamais saiu de perto dele: Gunner, seu labrador de 11 anos.

Foto: Reprodução Youtube / KARE 11
Foto: Reprodução Youtube / KARE 11

O cão esteve sempre presente, sempre à disposição de seu dono, especialmente em seus últimos dias. "Quando meu pai ficava agitado, o cão ficava agitado, quando meu pai estava inquieto, ele também estava inquieto", conta Heather.

“Quando meu pai ficava quieto, Gunner também ficava. Até que certo dia, meu pai faleceu, e Gunner também, minutos depois”, revelou.

Foto: Facebook / Heather Nicoletti
Foto: Facebook / Heather Nicoletti

Daniel e Gunner faleceram em um intervalo de 90 minutos. Dá pra imaginar o quanto eles eram próximos e unidos?

Para Heather, o luto foi em dobro e bastante traumático, mas ele e a família compreenderam a situação. “Nós já imaginávamos que de alguma forma eles iriam partir juntos. Só não sabíamos que seria tão abruptamente”.

A família planeja realizar uma grande cerimônia em homenagem à Daniel e seu fiel cachorro, que esteve com ele até o fim.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários