Dona se comove ao descobrir que sua pastora alemã fica cheirando suas roupas quando se ausenta; vídeo

em Notícias
Era nítido que a cadela ficava triste quando a sua dona saía. E para entender melhor o comportamento da pastora alemã, a mulher instalou câmeras pela casa e teve a melhor surpresa de todas.

É natural que os animais sejam apegados aos seus donos e sintam a sua falta quando precisam ficar longe. Alguns, inclusive, chegam a ficar deprimidos quando os donos precisam sair para trabalhar ou resolver qualquer outra tarefa longe de casa.

Isso era o que acontecia com a pastora alemã Kalina, quando a sua dona Raven Atchison precisava sair. Sem alternativas, Raven decidiu instalar câmeras em seu quarto para entender se havia algum motivo específico que causasse desconforto na cadela e garantir que ela estaria segura.

O que Raven não esperava, era o que Kalina fazia para se sentir confortável durante a sua ausência: ela pegava uma peça de roupa da dona, deitava em cima e ficava cheirando. Muito fofa, gente!

Ao ver as imagens, Raven ficou comovida com o gesto, não é para menos, né?

“Meu coração derreteu absolutamente! Estou incrivelmente emocionada que meu perfume por si só seja um conforto para ela. Ter sido capaz de vê-la aconchegar-se com minhas roupas e depois deitar-se calma e pacificamente, fez o meu dia inteiro melhor.”

Além de conhecer o adorável gesto da sua canina, Raven descobriu a razão do porque as suas roupas nunca estarem no local que ela as deixava. Mistério desvendado! Mas é por um ótimo motivo, não é?

“Definitivamente, resolvi o mistério com uma resposta muito fofa”, disse Raven.

Confira o momento fofíssimo:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com