Inseparáveis, porco e gato mantêm amizade desde filhotes no Rio Grande do Sul; confira o vídeo

Eles provavelmente não devem ter consciência das suas diferenças físicas e, se tem, não dão importância para isso.

Não é incomum vermos amizades entre diferentes espécies, mas elas sempre chamam a atenção porque o que prevalece mesmo nesses casos, é o sentimento criado de vínculo, e não as diferenças naturais.

Uma amizade muito especial — e improvável — nasceu entre um porco e um gato, em uma fazenda no Rio Grande do Sul. O responsável pelos animais é o advogado Ricardo Steinhorst Kraetzig, de Alegrete, que possui uma fazenda na região do estado gaúcho e adotou o gato Tião há cerca de sete meses.

Foto: Reprodução/Jornal do Almoço-JA
Foto: Reprodução/Jornal do Almoço-JA

Embora já houvesse outros animais na fazenda, ele jamais poderia ter imaginado que o melhor amigo de Tião seria o porquinho recém-nascido, Pig. A aproximação aconteceu de forma muito natural, até porque ambos eram os únicos de cada espécie no local, mas por serem ambos filhotes, criaram rapidamente um vínculo muito próximo.

“Era um porco pequeno, e o gato brincava com ele. Ficou grande, e o gato continuou amigo dele. Se acharam. Se respeitam. Se dão bem. Nunca vi brigarem, só brincarem”, contou Ricardo.

Foto: Arquivo Pessoal/Ricardo Steinhorst Kraetzig
Foto: Arquivo Pessoal/Ricardo Steinhorst Kraetzig

Além de se darem muito bem um com o outro, Pig e Tião adoram ficar perto do dono.

“O mais anarquista é o Pig. Mas a gente não tem solidão com uns bichinhos desses, né? E renova a esperança da gente na vida. Porque se um animal consegue ser tão bacana um com o outro, por que o ser humano não pode ser?”, questiona.

Foto: Arquivo Pessoal/Ricardo Steinhorst Kraetzig
Foto: Arquivo Pessoal/Ricardo Steinhorst Kraetzig

Essa amizade poderia tranquilamente ser um roteiro de filme, o que vocês acham? Sorte do Ricardo poder partilhar momentos únicos com essa amizade peculiar, mas muito especial! Confira o vídeo da amizade desses dois:

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários