Caso pit bull Sansão: Abaixo-assinado por pedido de justiça ganha mais de 550 mil assinaturas

Na segunda-feira passada (6), um caso lamentável de extrema crueldade contra um cachorro de 2 anos da raça pit bull revoltou a população de Confins, na Grande BH.

Sansão foi encontrado com as patas decepadas, amordaçado e envolvido em arame farpado. Dois homens vizinhos à empresa onde o cão ficava são supeitos pelo crime de tortura. De acordo com o tutor do animal, Gleidson Justino da Silva, de 40 anos, Sansão foi torturado porque pulou o muro da firma e brigou com o cão dos suspeitos. Eles teriam cortado as patas de Sansão com uma foice.

Foto:Arquivo Pessoal / Júlia Mara Santiago
Foto:Arquivo Pessoal / Júlia Mara Santiago

Desde a semana passada, o cachorro está internado na clínica-escola da Faculdade Arnaldo, em Belo Horizonte (MG). Segundo a médica veterinária que cuida dele, Sansão está se recuperando bem, se alimenta e faz normalmente as necessidades fisiológicas.

"Ele é forte e está tomando suplemento para anemia. Foi uma monstruosidade o que fizeram com ele. Se tivesse sido outro animal, talvez não sobrevivesse", declarou a veterinária Ticiana Lima Dornas.

Foto: Arquivo Pessoal / Ticiana Lima Dornas
Foto: Arquivo Pessoal / Ticiana Lima Dornas

Ela acrescentou que o pit bull estava anêmico e precisou receber transfusão de sangue de emergência, o que ajudou em sua estabilização. "As patas estão muito inchadas. Ele está sendo medicado com antibiótico e, principalmente, analgésico para aliviar a dor", ressaltou.

O deputado federal Fred Costa, revoltado com o crime e com a fraca legislação que pune de forma excessivamente branda esse tipo de crueldade, criou um abaixo-assinado no portal Change.org de modo a pressionar o Senado Federal a endurecer a lei para quem abusa e maltrata os animais. “Apesar de ser da raça Pit Bull, o Sansão tem um temperamento muito dócil, e isso foi um ato monstruoso com uma criatura que não tinha a menor chance de se defender”, afirma.

O abaixo-assinado já conta com mais de 550 mil assinaturas desde sua criação.

Foto: Arquivo Pessoal / Nathan Braga
Foto: Arquivo Pessoal / Nathan Braga
Aniversário de 2 anos do Sansão em maio.

“Infelizmente a legislação brasileira trata com completa impunidade crimes como esses. Quando muito, os marginais vão acabar pagando simplesmente com cestas básicas ou outras penas alternativas. Basta! Queremos prisão para quem praticar crime contra os animais!”, escreveu o deputado.

O Projeto de Lei Nº 1095/19 estabelece a prisão de 2 a 5 anos para quem cometer crimes de maus-tratos contra os animais. Ele já foi aprovado na Câmara pelos deputados federais, e agora aguarda a aprovação no Senado.

“Vamos deixar a nossa mensagem bem clara para os Senadores que queremos o fim da impunidade para a prática desse tipo de barbaridade contra os animais”, escreveu Fred.

Você também pode assinar a petição através do link abaixo:

https://www.change.org/p/senado-federal-justiça-por-sansão-cadeia-para-maus-tratos-contra-os-animais?

A organização não governamental (ONG) SOS Peludinhos Confins programou um buzinaço para repudiar a tortura feita contra Sansão.

A carreata aconteceu no último sábado, 11.

Foto: Divulgação / SOS Peludinhos Confins
Foto: Divulgação / SOS Peludinhos Confins
Buzinaço será feito por Sansão no sábado (18).

Atualização:

Sansão recebeu de uma voluntária a doação de uma cadeira de rodas, na quinta-feira (9), que por sua vez teve fácil adaptação do equipamento. Segundo a médica veterinária Ticiana Lima Dornas: "Assim que colocamos a cadeira, ele estranhou na hora, mas não demorou e já deu alguns passos. Para ajudar na adaptação, hoje já começam as sessões de fisioterapia. Acredito que em duas semanas, a cadeira já vai ser algo natural pra ele". Confira abaixo o vídeo de Sansão usando a cadeira de rodas:

Esperamos que Sansão fique bem logo! “Nós queremos justiça por todos esses cachorros que sofrem maus-tratos e não têm voz que falem por eles”, disse o tutor dele, o comerciante Gleidson Justino da Silva, de 40 anos.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários