Na esperança que o dono voltasse para buscá-lo, cachorro se nega a deixar local em que foi abandonado

Por
em Notícias
De um lado temos um ser fiel que se recusa a acreditar que o dono o abandonou e, de outro, um ser completamente negligente. Quem é mesmo o "animal" da história?

É incompreensível a frieza das pessoas que conseguem abandonar os animais nas ruas. Pior ainda, quando são animais que pertenciam a eles e que viam nessas pessoas mais do que donos, mas a sua única família.

Na sua infinita inocência, mesmo após o abandono, os animais ainda acreditam que os seus donos voltarão para buscá-los. Cenas como essas são de cortar o coração de qualquer pessoa que tenha o mínimo de afeto pelos animais.

O cãozinho Joey passou por essa situação ao ser abandonado pelo dono à própria sorte, apenas com uma caixa de papelão para se proteger. Moradores do bairro que ele foi abandonado, em Miami, EUA, ficaram profundamente sensibilizados com o caso e tentaram resgatá-lo, mas a tentativa foi frustrada pelo cão que se recusou em deixar o local.

Os moradores passaram a alimentá-lo, disponibilizaram alguns cobertores e deram tempo para que Joey fosse ganhando confiança gradualmente. Depois de alguns dias sem o menor sinal do ex dono, Joey entendeu que aquelas pessoas eram quem queriam o seu bem e finalmente cedeu.

O cão, que permaneceu fiel a alguém que não merecia, foi levado a um abrigo onde estava seguro e pôde receber todos os cuidados necessários. A sua estadia no abrigo não durou muito, pouco depois que chegou, foi adotado por uma mulher chamada Cynthia Cruz Ortiz que o levou para casa e está o ajudando a ser um cão feliz novamente. Como Joey tem uma personalidade incrível, a adaptação com a sua nova família não será difícil. Estamos muito feliz com o desfecho positivo desse cãozinho tão leal!

Veja o vídeo da trajetória de Joey:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com