Gato fura preservativos do dono e se torna responsável pela chegada do segundo bebê da família

O casal havia escolhido esperar alguns anos para ter o segundo filho. A esposa não tomava anticoncepcional por fazê-la se sentir mal, por isso, utilizavam preservativos, mas mesmo assim houve uma gravidez. O culpado? O gato da família!

Que os gatos são muito travessos e não há lugar que eles não possam entrar - literalmente - os donos já sabem, agora, ser o responsável pela vinda de um bebê ao mundo, você já tinha visto?

O fato completamente imprevisível teve a influência direta de um gato - quer dizer, em partes - quando um casal acabou descobrindo uma gravidez não planejada. Segundo o relato do marido feito na rede social Reddit e divulgado pelo jornal inglês The Sun, o casal estava evitando ter um segundo filho neste momento, especialmente pelas dificuldades que a esposa teve na primeira gravidez e também por conta da pandemia, por isso, utilizavam preservativos.

É nesse momento que o gatinho arteiro entra na história: ele acabou mexendo na caixa que as camisinhas eram guardadas e furou todas elas com as suas patinhas curiosas e os seus dentinhos afiados. Com a descoberta da gravidez, o casal questionou como isso seria possível, mas ao checar os preservativos, descobriu como isso aconteceu.

Foto: Reddit / Playtonic1
Foto: Reddit / Playtonic1

“De repente, lembrei do gato. Não existe porta, gaveta ou armário que possa impedi-lo. Corri para o banheiro, onde guardava os preservativos, peguei a caixa e comecei a analisar os pacotes”, contou. “Havia vários arranhões, marcas de dentes e até furos. Eu devia ter checado. Mal posso esperar para contar ao meu futuro filho ou filha que ele deve a sua existência ao gato da família.”

É realmente uma bela história de - não planejamento - familiar, hein?! Tenho certeza que o bebê será muito grato ao gato da família pela colaboração. Em contrapartida, se você é do time que escolheu esperar, fica a dica para manter os preservativos fora do alcance dos gatinhos da casa, se é que isso é possível.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários