Pouco tempo depois de dar à luz, cadela labradora acolhe filhote de cabra que foi rejeitada pela mãe

Por
em Notícias
A cadela não só passou a amamentar a filhote, como foi ela quem a buscou ao perceber que ela estava sendo rejeitada pela sua mãe.

A natureza animal é uma das forças mais surpreendentes do planeta Terra, a sua vida, o seu comportamento e os laços que os animais são capazes de construir estão sempre ensinando lições aos humanos.

Uma cadela chamada Blizzie teve uma atitude admirável ao mostrar amparo a uma filhote de cabra que havia sido rejeitada pela mãe. Os animais vivem em uma fazenda situada em Lincoln, Missouri, nos Estados Unidos. Apesar da convivência harmoniosa, o gesto voluntário de Blizzie de amamentar a filhote, deixou até mesmo a dona, Glori Rushing, surpresa.

“A Blizzie sempre ajudou a cuidar da fazenda e das cabras, mas eu nunca vi nada assim.”

A cabra acabou perdendo três dos seus quatro filhotes e passou a rejeitar a única sobrevivente, Rita. Como Blizzie havia dado à luz alguns dias antes, ela possuía leite para amamentar Rita, mas o fato mais inédito dessa história, é que ao notar a rejeição por parte da cabra, a cadela é quem foi até a filhote e a trouxe para perto de si e dos seus cachorrinhos.

A sensibilidade por parte de Blizzie é realmente comovente, mas a afeição foi recíproca e, rapidamente, Rita passou a se sentir parte dessa ninhada muito amorosa.

Pensando em complementar a refeição de Rita, sem saber se o leite de Blizzie seria o suficiente, Glori passou a amamentá-la com uma mamadeira que foi constantemente negada por Rita, ela só queria saber da sua mãe adotiva.

Veja o vídeo dessa relação adorável:

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com