Triste com perda de tutor, cachorro husky siberiano se nega a sair de perto de cinzas de homem, relata filha

Por
em Notícias
Os dois eram muito ligados, e desde que as cinzas chegaram a casa, o cão não sai de frente da urna, de alguma maneira, ele sabe que o seu dono está ali.

Que os cães são os melhores amigos do homem, não é nenhuma novidade, mas a lealdade deles aos donos, é capaz de superar as barreiras entre a vida e a morte. Mesmo depois de perder o seu dono que o levava para passear todos os dias na cidade onde moravam, Los Mochis, no México, esse husky siberiano continuou demonstrando o seu sentimento por ele.

O homem foi cremado e desde que as cinzas chegaram na casa, o husky não sai do lado da urna, pois de alguma maneira, ele sabe que ali está o seu dono. A sensibilidade deles é inexplicável, né?

A jovem Gabriela Mondaca, filha do homem, compartilhou em seu Twitter uma foto do cão deitado em frente a urna com as cinzas do pai, e segundo ela, ele permanece ali todos os dias e às vezes até chora.

Gabriela escreveu na legenda: “Meu cachorro dormia ao lado do meu pai, ele o levava para passear todos os dias sem falhar e quando nos deram suas cinzas, meu cachorro não saiu de perto por um segundo e chorou, então não me diga que os animais não tem sentimentos”.

O post realizado no dia 17 deste mês emocionou milhares de pessoas que comentaram, curtiram e compartilharam a imagem do cão prestando o seu amor pelo dono.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com