Com apoio de cão de terapia, criança com doença degenerativa consegue andar, nadar e andar de bicicleta

em Notícias
As expectativas sobre a vida e a saúde da criança de 13 anos eram baixas, mas foram transformadas graças a ajuda do cão de terapia.

Os cães possuem o dom de melhorar a vida das pessoas, mas alguns em especial, como os cães terapeutas, podem transformar a rotina de uma pessoa. O cão George, um dogue alemão, tem desempenhado um papel majestoso e de extrema importância na vida da sua dona, uma menina que possui uma doença degenerativa e que estava condenada a usar cadeira de rodas pelo resto da sua vida.

A dependência à cadeira, no entanto, não aconteceu, graças a ajuda do cão George em auxiliar e estimular os movimentos de Bella Burton, de 13 anos. Bella, que vive em Pleasant Lake, New Hampshire (EUA), nasceu com síndrome de Morquio, doença que limita severamente sua mobilidade, e aos dez anos de idade sua família foi informada de que as complicações a deixariam dependente de uma cadeira de rodas.

Bella conheceu o George quando frequentou um centro de cães de terapia que são treinados para ajudar pessoas com deficiência, e o dogue alemão era o único que não se afastava dela. “Sou uma pessoa que ama animal, gostei de todos os cães, mas nenhum deles realmente gostava de mim. É por causa da minha voz, é estridente”, diz.

Com o passar do tempo, foi inevitável que a menina e George criassem um vínculo afetivo intenso. Além do carinho, George havia desenvolvido uma percepção de cuidados com Bella, que automaticamente o definiu como o seu cão de guarda. “George sabia o que Bella precisava e quando ela precisava. Se ela precisasse andar mais devagar, George desaceleraria para que eles pudessem andar lado a lado”, relata a mãe de Bella.

A partir disso, Bella apresentou uma melhora significativa que surpreendeu até mesmo os médicos. “A força que ela tem com George agora, sua capacidade de ser apenas uma criança é incrível. Ela gosta de provar que todos estão errados e fazer coisas que ela disse que nunca faria”, disse a mãe.

Veja o vídeo:

Agora ela consegue andar, nadar e até andar de bicicleta, coisas que não teria feito sem a ajuda do seu companheiro. George é um grande revolucionário e Bella não poderia ser mais grata por tê-lo em sua vida.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com