Cadela labradora cruza fronteira e viaja 92 km a pé para rever sua antiga casa

Uma cadela da raça labrador que desapareceu no início de julho deste ano, foi encontrada a 90 quilômetros distante da casa de seus donos, tendo cruzado a fronteira do estado americano do Kansas.

Ela viajou tudo isso para tentar rever sua antiga casa, no qual ela e sua família se mudaram à quase dois anos.

Cleo, de 4 anos, desapareceu da cidade de Olathe no último dia 12 de julho. Vários dias depois, ela foi encontrada na varanda de sua antiga casa em Lawson, Missouri (EUA).

Foto: Reprodução / KMBC News
Foto: Reprodução / KMBC News

Colton Michael, o novo proprietário da casa, disse à imprensa local que ele e sua esposa haviam se mudado para lá há quase dois anos.

De início, Cleo ficou bem chateada quando não encontrou seus pais adotivos, de certo achou que os veria lá. "Ela encontrou o caminho de casa e há alguns estranhos vivendo nela. Isso seria assustador para qualquer um", disse Michael à emissora de TV KMBC.

Eventualmente, Michael ganhou a confiança de Cleo e conseguiu descobrir quem eram seus donos atuais graças ao microchip de identificação preso à sua coleira.

O microchip revelou o nome do proprietário de Cleo, que havia postado um apelo no Facebook uma semana antes, pedindo ajuda para achar sua cachorrinha.

Foto: Reprodução / KMBC News
Foto: Reprodução / KMBC News

Michael disse que sua esposa conseguiu encontrar o ex-dono da casa e entrou em contato com ele também.

Em entrevista à CNN, Michael disse que o dono de Cleo, Drew, ficou "meio sem palavras" quando foi informado que ela havia sido encontrada.

Foto: Reprodução / KMBC News
Foto: Reprodução / KMBC News

"É a história mais bizarra. Realmente, ela é tudo para nós e para minha mãe", disse seu dono.

Estima-se que Cleo tenha caminhado 92 km de sua casa atual no Kansas até a antiga em Missouri, segundo a KMBC. Imagina a jornada!

"Agora que sabemos a quem ela pertence, se ela aparecer novamente, sabemos para quem ligar", disse Michael. Que história...

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários