Gato detido por 'contrabando de entorpecentes' escapa de prisão de segurança máxima

O felino havia sido detido por portar drogas e chips, mas acabou escapando da penitenciária.

Seria cômico se não fosse trágico, mas nem os animais estão escapando de ser envolvidos nas atividades criminosas cometidas por presidiários da penitenciária de segurança máxima Welikada, em Sri Lanka, país na Ásia Meridional.

Segundo a mídia local, um gato foi detido por agentes da penitenciária por conter quase duas gramas de heroína, dois cartões SIM e um chip de memória em um pequeno saco plástico amarrado em seu pescoço. Logicamente, o animal não possuía noção do que carregava, mas ele ficou detido na prisão até o último domingo (2), quando ele acabou escapando e fugindo do local.

Foto: SRI LANKA POLICE / AFP
Foto: SRI LANKA POLICE / AFP

As autoridades declararam que houve um aumento em casos de arremesso e movimentação de drogas nas últimas semanas, e usar os animais como iscas, tem sido um método utilizado pelos meliantes. Na semana passada, a polícia apreendeu uma águia supostamente usada por traficantes de drogas para distribuir narcóticos em um subúrbio de Colombo.

Foto: SRI LANKA POLICE / AFP
Foto: SRI LANKA POLICE / AFP

Inacreditável como as pessoas podem ir longe e colocar a vida dos animais em risco dessa maneira. Felizmente, a polícia segue atenta para as movimentações não convencionais.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários