Pai se emociona ao descobrir que filho economizava mesadas para pagar despesas veterinárias do seu filhote de cachorro

em Notícias
Sem o conhecimento do pai, o menino começou a juntar dinheiro desde que ganhou o filhote para pagar as suas despesas, o que, claro, deixou seu pai profundamente tocado com o gesto.

Felizmente, assim como boas ações, bons corações também costumam andar juntos. Quando alguém acolhe um animal, um serzinho que só tem coisas boas a oferecer, logo, podemos deduzir que se trata de uma boa pessoa, certo? Certo! A atitude desse menino representa perfeitamente isso, e mesmo tão novinho, pôde ensinar uma linda lição para o seu pai - e para todos nós.

O menino, que vive em Querétaro, México, ganhou um lindo filhotinho de cachorro, chamado Bailey, mas diferente da maioria das crianças que se preocupam apenas em abraçar e esmagá-los com carinho, o menino se preocupou com os custos gerados pelos cuidados com a saúde do animal.

Sem saber, o pai, Roberto Alejo Loera, foi surpreendido a caminho do veterinário, quando o menino deu ao pai todas as suas economias que ele começou a juntar desde que ganhou o cão, para pagar as despesas veterinárias.

Comovido, o pai compartilhou a imagem em seu Facebook, dizendo o quão admirável havia sido a postura de seu filho.

Talvez o valor arrecadado pela criança nem fosse o suficiente para bancar as despesas, mas só o fato dele pensar em contribuir em prol da saúde do seu cão, mostra como ele é especial.

O pai escreveu a seguinte legenda na foto:

“Hoje (22/06), quando levei o nosso cachorrinho à sua consulta com o veterinário, meu filho me surpreendeu ao me dar esse dinheiro, eu não sabia, mas desde que ele tem o Bailey, ele começou a economizar para as vacinas e os alimentos. Ele me deu ternura e eu disse para guardar as moedas, mas ele me olhou nos olhos e disse: pai, esse dinheiro é para meu cachorrinho. Devemos respeitar o propósito de seus esforços.”

A inocência das crianças é muito emocionante e exemplar, não é? Lindo gesto, que certamente, o preparará para a vida!

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com