Gata que perdeu ninhada em cesárea adota e amamenta filhotinho cachorro órfão

O coração de uma mãe sempre tem espaço para acolher mais um.

No dia 21 de julho, Kali, uma gatinha grávida resgatada das ruas de São Paulo (SP), precisou passar por uma cesárea de emergência, mas infelizmente seus filhotes não sobreviveram.

Poucos dias depois, ainda na clínica veterinária onde foi atendida, ela conheceu Lino, um cãozinho órfão que havia perdido sua mãe recentemente. Kali decidiu acolhê-lo, passando a amamentá-lo dentro da instituição.

Foto: Reprodução / Folha de S. Paulo
Foto: Reprodução / Folha de S. Paulo

De acordo com a veterinária Maira Campos Hirsch, a gata foi encontrada com uma corda amarrada à virilha que a impedia de dar à luz. O parto tardio matou os filhotes e debilitou bastante a mãe.

Ainda assim, ela era capaz de amamentar e estava produzindo leite normalmente. Com o instinto materno mais aguçado do que nunca, Kali enxergou em Lino um filhote que necessitava de cuidados e carinho.

A dona do filhotinho tentou alimentá-lo com mamadeira, sem sucesso, e tinha ido na clínica veterinária em busca de ajuda. A mãe de Lino faleceu dias antes após uma cirurgia de cesárea semelhante à de Kali.

Foto: Reprodução / Folha de S. Paulo
Foto: Reprodução / Folha de S. Paulo

Após serem apresentados, mamãe gata e filhote de cão ficaram íntimos rapidamente. O bebê tinha três dias quando chegou à clínica Amo Patas e abriu os olhinhos no dia 30 de julho.

Por semanas, ele recebeu exclusivamente o leite de Kali. Há alguns dias, passou a receber alimento pastoso também.

De acordo com Maira, gata e cão continuam juntos, como mãe e filho. Quando ele completar 40 dias voltará para a casa onde foi acolhido. Na ocasião, Kali será devolvida à tutora.

Gabriel Pietro

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários