Desafio: encontre o cão sem manchas no meio de vários dálmatas

Desvendar charadas que envolvem animais fofinhos são ótimos passatempos. Por conta disso, selecionamos uma imagem com vários cães dálmatas e, entre eles, há um único cão sem manchas, ou seja, um intruso no meio deles. Será que você descobre onde ele está? Vamos procurá-lo:

Foto: Reprodução / Acertijo Visual, Reto Visual, Perro

Embora pareça um pote de sorvete de flocos, não está difícil, vai! Mas, caso você precise de ajuda, vamos à resposta:

Foto: Reprodução / Acertijo Visual, Reto Visual, Perro

Como foi o seu empenho para encontrá-lo? Demorou? Localizou rápido? Conta para gente!

Curiosidades sobre os dálmatas:

1. É comum os dálmatas ao nascerem não possuírem manchas, suas manchas aparecem conforme vão crescendo entorno de duas a três semanas de idade.

2. Suas manchas são únicas. Não há dois dálmatas com o mesmo padrão ou número de manchas.

3. Eles têm uma predisposição genética para a surdez. Acredita-se que os genes que fornecem a pelagem aos dálmatas são os culpados pela surdez. Os genes que causam suas manchas podem levar à falta de melanócitos maduros, que são células produtoras de melanina no ouvido interno.

4. Eles se tornaram populares com o filme '101 Dálmatas'. Por conta da popularidade, muitas pessoas adquiriram essa raça sem fazer uma pesquisa prévia sobre suas qualidades e defeitos, o que ocasionou muitos abandonos em abrigos, pois eles têm muita energia e necessitam de treinamento.

5. Os dálmatas são predispostos a desenvolver pedras nos rins ou na bexiga necessitando mantê-los em dia com suas consultas no veterinário.

Ana Caroline Haubert

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com

Comentários