Idosa leva cobra de estimação para passear no centro de BH e vídeo viraliza na internet

Por
em Notícias

Algumas vezes na semana, a aposentada Monica Cunha, de 60 anos, leva suas três cobras de estimação para passear no centro de Belo Horizonte (MG).

As jiboias não são venenosas e, de acordo com a tutora, são ‘muito amigáveis’.

“As únicas que são mesmo [amigas]. O ser humano infelizmente é falso e invejoso. Não quero isso para mim. Já a convivência com os animais é pura sinceridade. O que mais posso dizer? Ou querer?”, disse Monica em entrevista ao G1.

As cobras - batizadas de Tiopatinhas, Coronavírus e Leidetripinha, possuem a devida documentação regulamentada e autorizada.

Recentemente, um vídeo que mostra Monica tirando a cobra Tiopatinhas de uma bolsa e colocando o animal na grama, entre as ruas Rio de Janeiro e dos Tupis, no Centro da capital mineira, viralizou nas redes sociais.

Quando não coloca o réptil para passear no chão, a aposentada passeia com ele em um carrinho de bebê!

“Cada ano comprava uma [cobra]. É um vício que você entra, pega amor e, quando vê, não consegue sair”, disse Mônica, que comprou os animais em um criadouro de Betim (MG).

Confira o vídeo abaixo:

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.

Comentários