Mulher presa por manter cachorros e gatos em jaulas apertadas reclama que cela é muito pequena

Os animais estavam em condições impróprias de sobreviver, afirmou o Delegado

Por Redação Amo Meu PET
em Notícias

Uma mulher foi presa por maus-tratos após uma ação da Polícia Civil que resgatou quase 100 animais em situação de maus-tratos durante uma operação realizada nesta quinta-feira (8), em Boituva (SP).

Segunda a polícia, vizinhos de uma chácara fizeram denúncias sobre a situação dos animais.

Os policiais foram ao local e encontraram 89 cães e oito gatos que estavam sujos, feridos e mantidos em gaiolas.

Um veterinário constatou que os animais sofriam maus-tratos e eles foram encaminhados para ONGs.

“Encontramos animais que estavam confinados em jaulas apertadas, muitos animais doentes e alguns cegos em meio à sujeira. Eles foram verificados por um veterinário, que caracterizou maus-tratos. Eles estavam em condições impróprias de sobreviver”, afirma o delegado Emerson Jesus Martins.

Veja um vídeo que mostra parte da ação da Polícia Civil:

O Delegado e ativista em prol dos direitos dos animais, Bruno Lima, chamou a atenção para o fato da mulher responsável por manter os animais em jaulas minúsculas ter reclamado do tamanho da cela em que foi presa.

"Quando ela foi ser colocada na cela, falou que não gostaria de entrar porque o ambiente era muito pequeno... Engraçado... os animais viviam num cubículo, apertados, amontoados, sem nenhum tipo de higiene e quando foi com ela, falou que o ambiente era pequeno. Para vocês verem como as coisas são engraçadas. Então devia colocar ela no ambiente que os animais eram colocados.", desabafou o delegado.

Veja o vídeo:

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Redação Amo Meu PET