Cão expulso com cassetete por funcionário de hospital ganha lar provisório em Araguaína (TO)

Por
em Notícias

Um caso de violência contra os animais gerou revolta entre os moradores de Araguaína (TO). Segundo o portal de notícias G1, no último sábado (10), um cachorro foi expulso com golpes de cassetete pelo segurança de um hospital da cidade.

De acordo com testemunhas, o cãozinho Bob, que costuma ficar no estacionamento do Hospital Dom Orione, é dócil, amoroso e super brincalhão, além de se dar bem com as crianças.

Após a agressão, voluntários de uma entidade de bem-estar animal de Araguaína acolheram o animal. Ele está em um lar provisório enquanto aguarda ser adotado e a justiça ser feita.

"Ele não avançou em ninguém. Onde ele está tem criança. Ele só brinca, é muito filhote. É tão filhote que os dentes dele ainda são bem fininhos", relatou a vendedora Anna Paula Sousa Silva, responsável por resgatar o cachorrinho no último fim de semana.

Ela afirma ter encontrado Bob extremamente assustado com a atitude exacerbada do segurança.

Testemunhas disseram que um funcionário do Hospital Dom Orione expulsou o cachorro do estacionamento da unidade hospitalar com golpes de cassetete.

Imagens do incidente foram oferecidas às autoridades, mas têm qualidade baixa e dúbia. Não é possível ter certeza se os golpes atingiram Bob, mas o áudio mostra que o cão estava chorando muito.

Em nota à imprensa, o Hospital Dom Orione afirmou que o cachorro não foi agredido.

"Quando cheguei, fui pegar ele e perguntei para o segurança porque ele estava batendo nele. Aí ele falou que estava espantando porque as pessoas queriam pegar as motos. Quando comecei a brigar com ele, perguntou se eu era a dona. Eu falei que não, mas aquilo que ele estava fazendo não era certo. Ele viu que o pessoal estava gravando e foi saindo", afirmou Anna Paula.

O cãozinho estava muito assustado, mas não apresentava feridas ou hematomas.

"Ele não ficou machucado. No dia ele estava dolorido, mas eu dei uma dipirona. Ele estava muito assustado, mas machucado não ficou", contou.

Nos próximos dias, Bob ficará na casa de um amigo de Anna Paula, uma vez que ela não tem espaço, já que conta com outros quatro cães em sua residência. Em breve, ele será disponibilizado para adoção.

O que é um lar temporário?

Assim como Bob que nesse momento está num lar temporário, há tantos outros cães e gatos que se encontram nessas condições. O lar temporário é quando um voluntário sede o espaço da sua casa para que um animal de abrigo possa morar temporariamente até que encontre um lar definitivo para viver. Em alguns casos, o abrigo auxilia a pessoa em tudo que é necessário para a estadia do animal. Assim, é possível ajudar o abrigo a salvar mais animais em situação de rua. Para fazer esse trabalho tem que haver pura doação e boa vontade por parte dos apaixonados por animais. Se você deseja ser um lar temporário, vá a um abrigo mais próximo de você, se informe e se candidate.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.