Gato é 'escoltado' para fora de trem após ser pego tentando passear sem passagem; vídeo

Por
em Notícias

Mesmo em suas travessuras, os animais conseguem ser adoráveis. Esse gatinho "intruso" que estava em um vagão de trem na China foi descoberto e retirado do local, provavelmente por não ter pago a passagem. Fofurice, fofurice, negócios à parte, né?

O motivo real dele ter sido retirado do vagão é que é proibida a presença de animais de estimação nos trens da China, com exceção dos cães-guias, de acordo com o site Unilad.

A cena foi filmada por um usuário do transporte, no dia 11 de outubro, e compartilhada nas redes sociais. Além de ser proibido a circulação dos felinos no ambiente, o gatinho estava desacompanhado, o que levou muitas pessoas a pensarem que ele vivia na rua.

Mesmo que estivesse de maneira ilegal no trem, o gatinho foi muito educado e não hesitou ao ser retirado por um funcionário do vagão. Mas, que deu um dózinho, deu, né?

O usuário responsável pela filmagem escreveu a seguinte frase na legenda da publicação:

“[Ele] se recusou a pagar a passagem e [foi] forçado a sair do ônibus”.

Veja o vídeo:

Transporte de pets em metrô, trem e ônibus no Brasil

Essa é uma situação que pode variar de acordo com a localidade, mas em São Paulo já existe uma lei que garante a circulação dos animais nesses transportes, desde que estejam acompanhados dos donos.

A lei n° 16.930, criada pelo deputado Celino Cardoso (PSDB), foi sancionada em janeiro de 2019 - aniversário de São Paulo - e permite o embarque de animais de estimação em ônibus, trens e metrôs da cidade.

No entanto, existem algumas regras quanto a isso. Confira:

1. Os pets devem ser transportados único e exclusivamente em caixas de transportes;

2. São permitidos apenas dois animais por tutor nos ônibus;

3. O tutor deve ter consigo a carteirinha de vacinação, caso seja necessário comprovar a identidade e saúde física do animal.

4. É importante que a vacinação do bichinho esteja em dia.

5. Não é permitido o embarque os animais em horários de pico dos dias úteis - 6h às 10h e das 16h às 19h -, com exceção de que ele esteja sendo levado para realizar um procedimento cirúrgico agendado. Porém, o dono deve portar uma solicitação assinada em duas vias pelo médico veterinário responsável.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com