8 raças de cães mais raras e desconhecidas do mundo

Por
em Cães

Há uma variedade extraordinária de raças de cães em todo o mundo. Alguns se distinguem pelo tamanho, pelagem e temperamento. No entanto, muitos têm características particulares que os tornam absolutamente diferentes do habitual.

Separamos abaixo 8 raças de cães raras e desconhecidas catalogadas pela Federação Cinológica Internacional (FCI), que você provavelmente jamais ouviu falar. Confira!

1. Cão de crista chinês

É uma raça de cão oriunda da China. De origem difícil de precisar, sabe-se que pertenceram a famílias da dinastia Han. À época, eram desenvolvidos como guardiões das casas de tesouro, eram maiores e mais pesados, parecidos com cães de caça.

O traço único que caracteriza esta raça é a falta de pelos em todo o corpo e o excesso deles no topo da cabeça.

São pequenos, alegres, leais e brincalhões, perfeitos para uma família com uma tamanho de moradia médio.

2. Bedlington Terrier

Ele é oriundo da Inglaterra.

Bedlingtons são conhecidos por sua semelhança com cordeiros. São ágeis, musculosos e ativos.

Esses cães são bons na caça por causa de sua inteligência, mas também são amigáveis, podendo ser desafiadores quando uma ameaça é apresentada.

Eles vêm de áreas de mineração no norte da Inglaterra. Eles eram usados, essencialmente, para caçar coelhos.

3. Bulldog do Tibete / Mastim Tibetano

Seu peso varia entre 54 e 73 quilos.

É uma das raças mais antigas já registradas. Foi mencionado pelo filósofo grego Aristóteles por volta de 384 a 422 a.C.

O peso é um dos motivos que os tornam especiais - e pouco usuais.

Trata-se de um cão robusto, grande e resistente. É caracterizada por ser independente, embora altamente territorial e protetor.

4. Azawakh

É uma raça do Máli, nação africana.

Sua origem remonta ao deserto do Saara. É uma espécie rápida, ágil e reservada com estranhos. No entanto, ele é afetuoso e leal à família.

Sua aparência é esguia e elegante. Distingue-se pelo seu pescoço comprido e corpo musculoso.

Pode atingir até 74 centímetros de altura e 25 quilos de peso.

5. Puli

A puli é uma raça canina originária da Hungria, onde chegou trazida pelos nômades, chamados magiares, provenientes do Oriente por volta do ano 1000.

Considerado mais ágil que o komondor, foi utilizado para pastorear os rebanhos de ovelhas, ao invés de somente guardá-los.

6. Xoloitzcuintle / Pelado-mexicano

Seu nome advém de um deus indígena mexicano.

Eles são caracterizados principalmente pela falta de cabelo e dentes incompletos. No entanto, algumas espécimes nascem com uma pelagem fina e curta.

Esses cães vêm de culturas indígenas mexicanas e seu nome se refere ao deus "Xolotl", que ajudou os mortos em sua jornada para o submundo, segundo a crença popular.

São guardiões rápidos, fortes, inteligentes e bons. Embora desconfie de pessoas que não conhecem, não são necessariamente agressivos.

7. Affenpinscher

Affenpinscher é uma raça canina oriunda da Alemanha, chamado ainda de Zwergaffenpinscher em sua terra natal, que significa macaco-anão; e diablotin moustachu, que em francês designa diabinho bigodudo.

8. Basenji

A basenji é uma das poucas raças caninas desenvolvidas na África. Há registros de cães semelhantes a esta raça que datam de mais de 4 000 anos, encontrados em desenhos em tumbas egípcias da quarta dinastia.

Curiosidade: São cães que simplesmente não latem!

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.