Cão-lobo resgatado que se encolhia em canil fica feliz após ser unido com fêmea

Por
em Notícias

Vemos com frequência vários casos de cães abandonados, vivendo em situação de negligência e maus-tratos, mas não estamos acostumados a ver com a mesma periodicidade cães-lobos nessas condições. Mas esses casos existem e, em 2016, uma mistura híbrida de cão-lobo foi encontrada e resgatada por voluntários em Los Angeles, Estados Unidos.

Uma equipe de resgate socorreu o animal, que até então eles achavam ser apenas cachorro, gravemente desnutrido, deprimido e infestado de carrapatos. Após o resgate, o cão - agora chamado Castiel -, foi levado ao abrigo onde pôde comer e descansar em segurança.

Um aspecto em seu comportamento, no entanto, chamou a atenção dos voluntários. Castiel estava tão assustado que se encolhia no canto de seu canil sempre que alguém tentava acariciá-lo.

Preocupados com o ânimo de Castiel, os funcionários do abrigo resolveram aproximar outro cão dele, na tentativa de animá-lo, o que felizmente, deu certo. Bem, deu certo temporariamente porque logo a equipe descobriu que se tratava de uma espécie diferenciada e que precisava de cuidados específicos.

Felizmente o WOLF Sanctuary do Colorado, que resgata lobos e cães-lobos, se ofereceu para receber o filhote de 1 ano de idade. Chegando ao local, Castiel apresentou o mesmo comportamento reprimido e se isolou no canto de uma parede.

"A enfermaria ficava na casa dele e percebemos que ele estava realmente interessado em outros cães.” disse Michelle Proulx, diretora de cuidados com os animais no Santuário WOLF, ao The Dodo. “Então, sabíamos que ele estava começando a sentir falta da companhia canina e queríamos encontrar uma companhia para ele."

Não demorou para o abrigo encontrar a companhia perfeita para Castiel: Tenali, de 3 anos. O fato de Tenali ser da mesma espécie que Castiel facilitou o processo de aproximação e, apesar das diferenças, não demorou para que os dois se dessem super bem.

“Depois de alguns dias, ele começou a perceber que ela não iria machucá-lo”, disse Michelle. “Ele começou a se sentir mais confiante em si mesmo e temos visto isso progressivamente, nas últimas duas semanas, que ver eles juntos se tornou mais frequente e envolvente.”

Cada vez mais próximos, os dois seguem desfrutando da companhia um do outro em um lugar seguro em que eles podem viver sem se preocupar com mais nada.

Cão-lobo

O cão-lobo é um animal resultado do cruzamento entre cão doméstico e um lobo (variante selvagem da espécie). Os cães podem acasalar com os lobos e terem filhotes férteis, por isso reclassificaram os cães de canis familiaris a canis lupus familiaris, o que tornou os cães uma subespécie de lobo, em vez de uma espécie a parte.

Só nos Estados Unidos existem cerca de 300 mil cães-lobos. A espécie precisa ser tratada de um jeito especial em relação aos cães normais, oferecendo-lhes grandes espaços para correr e se sentir livre. Costumam manifestar temperamento variado, podendo ser mais agressivos do que seus parentes domesticados, não sendo adequados para donos inexperientes.

As raças de cães mais escolhidas para cruzamento, são as que possuem físicos mais semelhantes aos lobos, como o husky siberiano, o malamute-do-alasca e o pastor alemão.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com