Cachorrinha resgatada por ONG de córrego contaminado recupera saúde

Por
em Notícias

Só podemos imaginar o quão desafiadora e terrível pode ser a vida de um cãozinho em situação de rua. Todos os dias, eles precisam lutar por sua subsistência, muitas vezes garantindo o que comer a partir de restos de comida encontrada no lixo e bebendo água em poças contaminadas ou mesmo no esgoto.

Não é fácil, e os voluntários que trabalham em abrigos e equipes de resgate animal sabem disso.

Recentemente, a ONG Anima Aid Unlimited, sediada na Índia, publicou em suas redes sociais e posteriormente foi divulgado no site The Animal Club, a incrível história de resgate de uma cadela encontrada à beira da morte em um curso d’água contaminado, repleto de dejetos.

O córrego tinha apenas 30 centímetros de profundidade, mas o animal simplesmente não tinha forças para sair da água e poderia se afogar.

A equipe de resgate chegou bem a tempo de salvá-la. Mais alguns minutos, e a cachorrinha poderia ter perdido a batalha. Ela foi levada às pressas até um hospital veterinário, onde constatou-se que suas pernas estavam quebradas e severamente necrosadas.

Procedimento cirúrgico

Durante o atendimento, a pequena chegou a entrar em estado de choque. Em um dado momento, os médicos veterinários concluíram que a única maneira de salvar a vida dela era amputando uma das pernas mais comprometidas pela infecção.

Recuperação

Após meses de recuperação, a cachorrinha recebeu alta do hospital e foi encaminhada para um abrigo. “Muitas vezes tememos por perdê-la”, disse um porta-voz da Animal Aid Unlimited.

Mas a cirurgia e todo o processo recuperatório foi um sucesso, e agora a cadelinha - agora apropriadamente batizada de Phoenix (Fênix) - está melhor do que nunca.

Felizmente, a amputação da perna não afetou sua qualidade de vida, e ela pode ser vista correndo feliz uma vez mais. Esperamos que Phoenix seja adotada em breve!

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.