Confira algumas dicas para ensinar o seu gato a usar devidamente a caixa de areia

Ninguém nasce sabendo, mas com os truques certos, seu gato aprenderá facilmente a fazer as necessidades no lugar desejado.

Por
em Notícias

Os gatos não são os seres mais domesticáveis do mundo, mas se você é dono de um e ele está mostrando resistência sobre fazer as necessidades na caixa de areia, não se desespere.

Uma vez que eles começam a usar a areia eles nunca mais farão as necessidades fisiológicas fora dela, pelo menos quando estiverem em casa. O dono só precisa ter paciência e criar algumas situações que atraiam a atenção do felino para o recipiente e pronto, o trabalho está concluído.

Mas, se você encontrar alguma dificuldade para adestrar o seu gatinho, confira as dicas da especialista em comportamento animal, dra. Kelly Ballantyne, sobre ideias de cuidados e incentivo do felino com o uso da caixa sanitária por um longo prazo.

Tenha um kit de limpeza

Mesmo que seja para fazer as necessidades, é importante que o dono mantenha o espaço sempre limpo e em ordem, caso contrário, eles não usaram a caixa. Está pensando o quê? Além de limpos, eles são enjoados. Não é preciso nada sofisticado: você só precisa de uma colher, um produto de limpeza sem cheiro e uma escova. Limpe bem a caixa semanalmente e não use nada perfumado, pois seu gato é sensível a cheiros. O ideal é que a remoção das fezes do felino seja aconteça pelo menos uma vez por dia. Por fim, limpe as bordas da caixa com água e sabão.

Respeite o conforto do seu gato

Não diferente dos donos, os animais também precisam de privacidade nesse momento, afinal, eles se sentem vulneráveis e a presença de alguém pode deixá-los desconfortáveis, fazendo com que eles procurem outro lugar. Se eles se sentirem desconfortáveis ou tiverem alguma experiência ruim no espaço, dificilmente eles retornarão a usá-la. No entanto, evite mover a caixa de areia existente, pois os gatos não são grandes fãs de mudanças. Em vez disso, coloque uma segunda caixa de areia perto de “seu local” e apresente-os delicadamente. Se você não tiver uma caixa de areia extra ou seu gatinho só responde a uma, mova-a alguns centímetros por dia até que esteja em um local com o qual vocês dois estejam bem.

Observe se o gato gosta do seu ‘banheiro’

Ballantyne disse que o tipo de caixa que você escolhe pode influenciar no uso - ou não - do felino. Ele pode apresentar resistência se for muito áspero, muito mole, muito perfumado ou simplesmente muito “meh”. E acredite, esse escolha é única e absolutamente dele, se ele não quiser, ele não vai usar. Por isso, a importância de mantê-la sempre limpa e seca.

Fique atento (a) aos rastros

Se ele ainda não for acostumado a usar a caixa por ser novo na casa ou por ainda ser um filhote, é grande a chance do gato fazer as necessidades em outros lugares da casa. É importante que o dono sempre limpe o local ou coloque a caixa na área que ele costuma utilizar, dessa forma, ele vai associar facilmente o indicativo de uso da areia. Outra dica é utilizar um limpador enzimático, que decompõe a mancha para evitar que o seu gato volte pelo cheiro. Com um pouco de persuasão e com a ajuda dessas dicas, seu gato deve se sentir confortável fazendo suas necessidades na caixa de areia e voltar a viver sua melhor vida.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com