Shih-tzu quase sem pelos por causa da sarna sarcóptica é tratada e agora busca por um lar

Por
em Notícias
A condição fez com que ela perdesse grande parte do seu pelo, fazendo com que sua pele ficasse ferida e debilitada. Felizmente ela foi resgatada e está sendo tratada.

Vivendo em uma condição delicada, a pequena shih-tzu Elsa passou por muito sofrimento para lidar com sarna sarcóptica, que, se não tratada, pode fazer com que os cães percam todo o pelo.

E foi nesse estado que ela chegou até o centro de resgate de animais Blue Cross, em Suffolk, na Inglaterra, sem quase nada de pelos, com a pele ferida e coberta de pulgas, conforme noticiou Metro.

Felizmente, a equipe veterinária identificou rapidamente a causa que levou a perda de pelos e pode providenciar o tratamento adequado para Elsa.

Claire Williamson, gerente central da Blue Cross Suffolk, disse:

“Ficamos chocados quando Elsa chegou aos nossos cuidados. Sua condição era tão grave que ela quase não tinha mais pelos. Não apenas sua pele estava muito dolorida, rachada e sangrando em alguns lugares, mas estava claro que ela estava muito irritada com a condição”.

Graças ao uso de antibióticos diários, esteroides, banhos medicamentosos e o carinho incondicional da equipe, ela saiu do isolamento e o seu caso está progredindo positivamente.

Como o seu caso ainda requer cuidados específicos, ela está sob a tutela de Susie Winship, assistente de bem-estar animal da Blue Cross Suffolk, onde permanecerá até a conclusão do seu tratamento. Quando estiver, enfim, curada, ela será disponibilizada para adoção.

“Ela está indo muito bem e a medicação já fez uma diferença enorme. É ótimo ver. Elsa tem uma personalidade tão atrevida e está ficando mais atrevida a cada dia. Ela realmente é uma cachorrinha incrível e vai ser a melhor companhia de alguém”, disse, Susie, que tem promovido Elsa.

Sarna sarcóptica

A sarna sarcóptica é causada por um ácaro parasita que se enterra logo abaixo da superfície da pele ​​e se alimenta desse material na pele. Causando coceira intensa, faz com que o cão mastigue e coce a pele constantemente. Isso leva à perda de grandes quantidades de pelo, especialmente nas pernas e na barriga.

Eventualmente, a pele ficará mais espessa e escurecerá. A sarna sarcóptica pode ocorrer em qualquer cão, em qualquer idade. É altamente contagiosa e pode acometer animais de diferentes espécies, inclusive o ser humano. Embora os ácaros sarcóticos não sejam capazes de completar seu ciclo de vida em humanos, eles causarão coceira intensa até morrerem.

O diagnóstico presuntivo pode ser feito com base nos sinais clínicos por um profissional veterinário que irá designar o tratamento mais adequado a cada caso. Seu veterinário irá discutir o melhor tratamento para a condição e estilo de vida do seu animal de estimação. O tratamento varia de banhos medicamentosos e imersões a injeções e medicamentos orais.

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com