Gato arranha porta de voluntária pedindo ajuda depois de passar anos na rua

Bastante ferido e vivendo em condições de precariedade, o gatinho pediu ajuda e, felizmente, foi atendido.

Por
em Notícias

Muitas vezes são as pessoas que escolhem os seus animais de estimação, mas neste caso, foi o animal que escolheu o seu dono.

A escolhida foi Jaelle, residente em Quebec, Canadá, que em um dia de muito frio encontrou um gatinho em estado de calamidade na sua porta pedindo para entrar.

Com ferimentos, pulgas, carrapatos, fome e frio, o gatinho estendeu a sua patinha e arranhou a porta, em um suplício de ajuda. Comovida, Jaelle, que costumava ajudar gatinhos órfãos como lar temporário, não pensou duas vezes antes de abrir a porta e acolher o felino necessitado.

Depois de tirar o gatinho laranja do frio, ela pediu auxílio à Marie Simard, fundadora de um abrigo especializado no resgate de gatos.

“Tentamos encontrar o dono, mas não havia microchip. Ele tinha entre 6 e 7 anos, não foi castrado e ninguém estava procurando por ele. Provavelmente, os proprietários anteriores o abandonaram há muito tempo", disse Marie ao Love Meow.

O felino foi levado imediatamente ao veterinário onde foi constatado vários problemas de saúde. Ele estava coberto de pulgas, tinha várias cicatrizes, parasitas, problemas dentários, com os pelos emaranhados, sofria de FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina) e infecções no trato respiratório.

Felizmente, graças ao apoio do abrigo e de Jaelle todos esses problemas receberam os devidos cuidados e tratamentos adequados. Depois de alguns dias em observação no hospital veterinário, Aslan, como foi nomeado, em homenagem ao leão das Crônicas de Nárnia, recebeu alta e foi levado para a casa de Jaelle.

Lá, ele recebeu tudo o que ele tem direito: uma casa aconchegante, comida, uma cama confortável e muito amor. Amor esse não só de Jaelle, mas do outro gato residente na casa, a gatinha Cleo.

Assim como a dona, Cleo sabia o quanto o novo hóspede carecia de cuidados e não saiu de perto dele desde a sua chegada. Ela o fez companhia após a cirurgia dentária, ocular e estava sempre por perto para ver o que ele precisava e pronta para enchê-lo de muitos abraços.

Embora não tivesse planejado, Jaelle não teve como não abrigar Aslan para sempre em sua casa e em seu coração, afinal, ele já havia a escolhido. Desde então, Aslan se recuperou completamente e pôde desfrutar de tudo de bom que a vida tem a lhe oferecer e que ele sempre mereceu.

Atualmente, com oito anos, Aslan não poderia ter uma vida melhor ao lado da sua dona, de Cleo e de todos os gatinhos que passam por lá temporariamente. Que transformação linda, né?

Por que os gatos escolhem uma pessoa favorita?

Assim como os humanos, os animais também fazem seleção de pessoas. A pessoa favorita do seu gato pode ser simplesmente o humano que mais brinca com ele. Pode ser quem o alimenta com mais frequência, ou pode ser alguém forte que transmite uma vibração "segura".

Lembre-se de que, no fundo, os gatos são animais. Eles são atraídos por pessoas que sabem que os manterão seguros e bem cuidados. No final do dia, alguns gatos escolhem os favoritos com base em critérios totalmente arbitrários, como quem tem o melhor cheiro. Seu gato pode simplesmente gostar mais de mulheres do que de homens, adultos mais do que crianças ou pessoas que usam mais amarelo do que aquelas que usam preto.

É difícil saber o que faz a pessoa ser a favorita para os felinos, mas uma coisa é certa, o gatinho Aslan, soube escolher muito bem a quem pedir ajuda. Se um gato ou cachorro bater em sua porta não os escorrace, se ele escolheu a sua porta para bater é porque sentiu boas vibrações vindo do seu lar. Se não puder adotar, encaminhe o animalzinho para um abrigo de animais local.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com