Gatinha exige ser transportada em caixa de papelão antes de dormir: 'Virou rotina'

Por
em Notícias

A gata Selina foi adotada por uma família após anos vivendo em situação de rua. Desde que foi acolhida, seu tutor se transformou na pessoa que ela mais gosta e admira na casa.

“Ele adora carregá-la como um bebê”, afirma Divya Krishnan, membro da família de Selina, ao The Dodo.

A felina e seu papai adotivo formaram um lindo vínculo fraterno e adoram fazer as coisas juntos. Certa noite, depois que ele chegou em casa do trabalho, o homem acidentalmente criou um divertido jogo que agora se tornou sua rotina noturna com a gata.

Selina estava relaxando em uma caixa de papelão, uma de suas atividades favoritas, quando seu pai decidiu que precisava movê-la. Em vez de fazer Selina se mover, ele apenas puxou a caixa para onde precisava estar com Selina ainda dentro dela - e ela absolutamente amou isso.

“Ele queria mover a caixa uma noite enquanto ela estava dentro e, no minuto seguinte, ela estava dentro da caixa tendo o melhor momento de sua vida, então agora ele sempre mantém pelo menos duas caixas no andar de cima para ela dar uma volta”, disse Krishnan.

Agora, Selina e seu pai têm uma rotina noturna. Ela espera na porta de casa o dono chegar do trabalho, o segue escada acima e espera que ele se troque. Quando ele está pronto, a gatinha pula em sua caixa e ele a puxa por um tempo. É a maneira perfeita de terminar o dia, e Selina se recusa a ficar sem ela.

“Isso sempre acontece à noite, realmente virou uma rotina”, disse Krishnan.

Se, por algum motivo, o tutor dela aparentar que não vai brincar naquela noite ou se estiver demorando demais, Selina começa a miar sem parar até ele entender. Ela ama a rotina conjunta demais para deixar o dono esquecer.

Enquanto a felina não se entediar, esta brincadeira continuará ocorrendo todas as noites, para a diversão de Selina e seu tutor.

Gatos gostam de rotina?

Cada gato é um gato, mas em geral, os felinos valorizam hábitos e rotinas, em especial, três coisas: comer, dormir e brincar. Muitos deles também adoram um carinho matinal ou noturno, mas isso não é regra.

O fato é que eles gostam mesmo é de comer, dormir e brincar - atividades que se complementam e ocorrem em ordens distintas ao longo do dia.

Um estudo promovido pela comunidade veterinária chegou à conclusão que gatos são capazes de criar rotinas próprias. Por exemplo, felinos com livre acesso à rua se revezam para evitar confrontos com outros machos da mesma espécie.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.