Último cachorro a ser adotado em abrigo abre sorriso ao descobrir que terá um lar

Por
em Notícias

Paciência é uma virtude, e o cachorrinho Capone sabe disso melhor do que ninguém.

Esse cão da raça Staffordshire Terrier, de 7 anos, já estava a um bom tempo em um abrigo para animais abandonados no estado de Michigan (EUA), aguardando adoção.

O pobre doguinho viu todos os seus amigos encontrarem uma família, menos ele, que ficou para trás. À medida que o tempo ia passando, a chance de adoção ficava menor. Ele estava esperando que alguém viesse e lhe provesse um lar amoroso.

A certa altura, todos os canis estavam vazios, exceto aquele em que ele estava!

Pessoas vinham todos os dias e se apaixonavam pelos amigos de Capone no abrigo, mas nunca por ele. Logo, a última família veio e ele era o único cachorro que restava em todo o abrigo. Ele estava sozinho.

“Por algum tempo, Capone foi o único cachorro que tínhamos no abrigo”, disse Carly Quinn, diretora do Abrigo de Animais do Condado de Ionia, ao portal The Dodo. “Todos os canis estavam vazios, exceto o doce, quieto e gentil Capone.”

Capone foi adotado uma vez em 2017, mas devolveram ele.

Quando uma família adotiva finalmente levou Capone para casa, eles trouxeram o cachorro de outro amigo para que eles pudessem ter uma amizade. Acontece que Capone e o outro cachorro acabaram brigando, e a família resolveu trazê-lo de volta ao abrigo.

Assim que voltou ao abrigo, ele parou de comer e entrou em depressão.

“Ele perdeu um pouco de peso porque simplesmente não tinha o apetite que tinha em sua casa”, observou Carly. “Foi muito difícil fazê-lo comer. Tínhamos que persuadi-lo diariamente com guloseimas e diversos alimentos úmidos. ”

O peludo estava com o coração partido.

A comida em si não era o problema. Foi o sentimento de rejeição e abandono que Capone sentiu. Quando você está sofrendo por dentro, comer parece o menor dos seus problemas.

A associação continuou postando fotos e vídeos de Capone, agora sabendo que ele precisava de uma casa sem outros animais de estimação para começar.

Toda a equipe o amava e sabia que ele merecia um lar legal. Dia após dia, eles postavam fotos, na esperança de que ele chamasse a atenção de uma família que o amasse.

Quando Carly abriu o Facebook e viu que uma família estava perguntando sobre Capone, ela ficou extasiada!

“Eles se apaixonaram por suas fotos e sua história”, disse a mulher. “Eles entraram em nosso abrigo mais tarde naquele dia, e já tinham ido à loja de animais e feito um crachá personalizado com seu nome e suas informações”, completou.

Quando Capone finalmente conheceu a família, um sorriso apareceu em seu rosto! Ele finalmente encontrou um lar para curar seu coração partido.

Depressão canina

Assim como os humanos os cães também podem sofrer de depressão, as causas podem ser doenças físicas, luto, mudança de ambiente, medo ou você, esse último pode ser pela sua ausência. Se o seu cão tem andado triste, sem motivação para fazer as atividades que fazia, é um forte indício de que ele está com depressão, leve-o ao veterinário para uma verificação e possível diagnóstico.

Praticar exercício com o seu amigo de quatro patas é uma ótima maneira de começar. Tente se envolver em atividades divertidas com seu cão, como jogos, truques divertidos e treinamento geral. Reserve algum tempo para se relacionar com o seu cão, leve-o em um parque para brincar com outros cães, a socialização fará bem pra ele.

Embora seja verdade que a depressão em cães muitas vezes se resolve sozinha após um curto período de tempo, é importante ser proativo com cães com depressão. Lembre-se de sempre buscar orientação do veterinário.

Receba nossas notícias no Whastapp! Entrar no grupo

Gabriel Pietro têm 20 anos, é redator e freelancer. Fundou o Projeto Acervo Ciência em 2016, com o objetivo de levar astronomia, filosofia e ciência em geral ao público. Em dois anos, o projeto alcançou milhões de internautas e acumulou 400 mil seguidores no Facebook. Como redator, escreveu para vários sites, como o Sociologia Líquida e o Segredos do Mundo. Ainda não sabe se é de humanas ou exatas, Marvel ou DC, liberal ou social-democrata. Ama cinema, política, ciência, economia e música (indie). Ainda tentando descobrir seu lugar no mundo.