Conheça Lucarelli Vinicious, o gato que faz pose para 'refrescar as partes' após receber curativos pós castração

Por
em Notícias

De maneira sensual, mas sem ser vulgar, o gatinho chamado Lucarelli Vinicious, criou uma posição nada convencional para fazer os curativos da cirurgia de castração, realizada em dezembro de 2020.

A dona, Mariana Moreira, de Manaus, Amazônia, fotografou e compartilhou a pose sexy do seu gatinho no grupo ‘Gatos sendo gatos’ no Facebook, que rapidamente se tornou viral.

“Hoje faz 2 dias que castrei Lucarelli Vinicious e toda vez que fazemos curativo de cirurgia ele fica nessa posição. Será que é pra refrescar as partes?”, escreveu Mariana na legenda da publicação.

A publicação teve 1,9 mil curtidas e mais de mil comentários. Muitas pessoas riram da situação do Lucarelli Vinicious e outras sugeriram que a posição estaria sugerindo algum possível incômodo ou coceira.

Alguns dias depois, no entanto, Mariana atualizou os participantes do grupo sobre o estado de Lucarelli, que está muito bem, obrigada.

“Lembram do Lucarelli? Pois é, ele sobreviveu ao colar elisabetano e ao pós cirúrgico da castração e está sereno, pleno e de classe. Bom dia e Feliz Natal”, escreveu a dona no dia 27 de dezembro.

Mas ao que tudo indica, Lucarelli é um adepto de posições sensuais, não só durante o pós-cirúrgico. Em uma publicação feita em setembro de 2020, Mariana comemora o primeiro ano de vida do Lucarelli com uma foto dele cheio de atitude:

“Esse menino sexy sem ser vulgar completa hoje 1 ano, foi abandonado pela mãe felina e jogado na rua a própria sorte, mas eu cheguei na hora certa e me tornei sua mãe humana que lhe dá muito amor e carinho o tempo todo. É como eu sempre canto pra ele 'você me deixou apaixonadinha', amo muito meu Lucarelli Vinicious”, escreveu Mariana na ocasião.

Atitude: ou você tem, ou você pode aprender com o Lucarelli!

Curiosidade sobre o colar elisabetano

O tão temido cone, recebeu esse nome em homenagem aos rufos (servem na construção civil para proteger paredes expostas ou evitar infiltrações nas juntas) usados ​​por ricos proprietários de terras na Inglaterra da era elisabetana. Segundo Port Land Pet Clinic, foi patenteado nos Estados Unidos no final dos anos 1950 e continuou a ser usado na medicina veterinária desde então, os cães e gatos usam o cone após uma cirurgia para evitar o contato com o curativo.

Receba nossas notícias no WhatsApp!Entrar no grupo

Jovem (mais na idade do que na postura), curiosa (quem, o quê, onde, como, quando e por quê), analítica (sempre em busca de respostas), e estudante de jornalismo. Com sede de conhecimento, tem calafrios de rotinas monótonas e repetitivas. É ainda, inconformada com mais do mesmo, buscando dessa forma, descobrir o seu lugar no mundo. Prazer, sou Ana Caroline Haubert, gaúcha lá de Passo Fundo. Sugestões, críticas, pautas e opiniões são bem-vindas no meu email: caroline_hauber@hotmail.com